Letícia Silva

Letícia Silva é jornalista, empresária e corredora amadora. Aqui, toda segunda-feira ela compartilha em vídeo histórias inspiradoras, curiosidades e dicas de especialistas sobre o universo das corridas.

Atleta de Gaspar é selecionado para maior ultramaratona da América

Maurício Pamplona, o Buluca, está entre os 35 atletas na seleta lista, ao lado de mais quatro catarinenses

Letícia Silva

Letícia Silva é jornalista, empresária e corredora amadora. Aqui, toda segunda-feira ela compartilha em vídeo histórias inspiradoras, curiosidades e dicas de especialistas sobre o universo das corridas.

Atleta de Gaspar é selecionado para maior ultramaratona da América

Maurício Pamplona, o Buluca, está entre os 35 atletas na seleta lista, ao lado de mais quatro catarinenses

Letícia Silva

O desafio é pra poucos: correr mil quilômetros em até 10 dias. A prova 1000km Brasil, no interior do Rio de Janeiro, selecionou apenas 35 corredores para a maior ultramaratona da América do Sul. Na seleta lista de competidores está o atleta de Gaspar Maurício Pamplona, o Buluca.

Servidor público municipal, Buluca tem 60 anos, começou a correr aos 50 e hoje organiza provas de trail run em Santa Catarina, pela Ultra Trail Eventos. Ele já tinha tentado uma vaga na 1000km Brasil em 2018, mas não conseguiu competir.

“Vai ser minha primeira vez numa prova assim longa. Já fiz 217km diretão e 270 em etapas, mas este será o maior desafio até hoje, com certeza”, conta Buluca.

Ultramaratona exige currículo e exames

Ao todo, são cinco atletas catarinenses a competir na ultramaratona de Engenheiro Paulo de Frontin (RJ). A ultramaratona será entre os dias 19 e 29 de setembro. Entre as quatro mulheres selecionadas, Débora Aparecida Simas é de Rio do Sul e Marlene Roque de Freitas é de Balneário Camboriú.

Entre os 31 homens, além de Buluca representando Gaspar, teremos Djalma Gomes de Moura (Florianópolis) e Peter Corrêa Rosa (Tubarão). Três argentinos e um uruguaio também estão na lista de ultramaratonistas.

Para ser escolhido para o desafio 1000km Brasil, o atleta precisava ter no currículo alguma outra prova acima de 200km. A seleção foi feita pela equipe de Marcio Villar, ultramaratonista e recordista mundial.

Para efetivar a inscrição, Buluca e os demais atletas também precisam apresentar exame médico. O cardiologista precisa atestar que os corredores têm condição física de completar o desafio em segurança. Como Buluca acabou de sair de uma contusão e falta menos de um mês para a prova, o desafio de correr MIL quilômetros em 10 dias vai ganhar um sabor extra.

 

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo