Autor de atentado em creche no Oeste de SC poderá receber alta esta semana

Ele está internado desde terça-feira, 4

Autor de atentado em creche no Oeste de SC poderá receber alta esta semana

Ele está internado desde terça-feira, 4

Redação

Um boletim médico foi divulgado na manhã desta terça-feira, 11, falando sobre o quadro clínico de Fabiano Kipper Mai, 18 anos, autor do atentado na creche no Oeste de SC no dia 4 de maio. Ele poderá receber alta esta semana.

De acordo com o boletim, o paciente teve excelente evolução clínica e cirúrgica. Está com o abdômen flácido, sem queixas de dor e foi retirada cânula de traqueostomia. Ele irá realizar exame de imagem para avaliar trato urinário.

Interrogatório

Nesta segunda-feira, 10, Fabiano foi interrogado pela Polícia Civil no Hospital Regional do Oeste (HRO), em Chapecó, onde está internado desde a última terça-feira, 4, dia do crime.

De acordo com o delegado regional, Ricardo Casagrande, o interrogatório durou cerda de 1 hora. Contudo, as informações passadas para polícia não serão divulgadas e Fabiano poderá ser interrogado novamente caso necessário.

Ainda de acordo com Casagrande, a previsão é que o inquérito deve ser finalizado nesta semana. Uma coletiva de imprensa com novos detalhes da investigação deve acontecer nos próximos dias.

O autor do crime a apresentou melhora e tem possibilidade de receber alta a partir desta terça-feira, 11, segundo boletim médico. Após alta hospitalar, ele deve ser encaminhado para unidade prisional onde permanecerá até conclusão do processo e julgamento.

Arquivo pessoal

Relembre o caso

O crime aconteceu na terça-feira, 4, quando Fabiano matou três crianças e duas professoras no local. Ele tentou tirar sua própria vida após a chacina. As crianças foram identificadas como Sarah Luiza Mahle Sehn, de 1 ano e 7 meses, Anna Bela Fernandes de Barros, 1 ano e 8 meses, e Murilo Massing, 1 ano e 9 meses.

Leia mais:
– VÍDEO – Bebê que sobreviveu a atentado em Saudades volta para casa no Dia das Mães

As professoras eram Keli Adriane Aniecevski, de 30 anos, que atuava na educação há cinco, e Mirla Renner, de 20 anos, que chegou a ser hospitalizada, mas não sobreviveu.


Receba notícias direto no celular entrando nos grupos de O Município Blumenau. Clique na opção preferida:

WhatsApp | Telegram


• Aproveite e inscreva-se no canal do YouTube

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo