Blumenauense que começou a treinar na escola pública hoje defende time francês de voleibol

Mateus Borges iniciou no vôlei no EBM Alberto Stein e já jogou em times de São Paulo

Blumenauense que começou a treinar na escola pública hoje defende time francês de voleibol

Mateus Borges iniciou no vôlei no EBM Alberto Stein e já jogou em times de São Paulo

Michelle de Mello

Mateus Borges, blumenauense de 21 anos, hoje vive um sonho: jogar vôlei profissionalmente na França. Morando em Beauvais e jogando no time Bouc Volley, Mateus está se adaptando à rotina de morar em outro país. 

A iniciação no esporte foi na Escola Básica Municipal Alberto Stein. O professor de uma escola particular de Blumenau começou um projeto de vôlei, o que chamou a atenção de Borges. Com o interesse pelo vôlei crescendo, começaram a surgir oportunidades como campeonatos estaduais representando a EBM Alberto Stein.

Graças ao esporte, o professor do projeto ofereceu a Borges uma bolsa na escola Barão do Rio Branco. “Eu estudava e jogava pelo time que tinha lá. Fiquei jogando por dois anos, vários campeonatos estaduais e regionais”, conta Borges. 

Em 2015 a carreira profissional de Mateus Borges iniciou, quando foi chamado para jogar no Ibirapuera, time de categoria de base em São Paulo. Jogou por três anos, antes de ir para o Santos.

No ano passado, Borges fechou o ciclo de categoria de base no Santo André. Durante sua jornada no esporte, Mateus Borges competiu em campeonatos estaduais, regionais e brasileiros, além de um mundial escolar.  

Neste ano surgiu a possibilidade de realizar um sonho: jogar na Europa e participar do Campeonato Francês. “Me chamaram para jogar na França, no time de Beauvais. O técnico entrou em contato comigo. Foi onde decidi ter uma experiência fora do Brasil”, relata Borges sobre como surgiu a oportunidade de jogar no Bouc Volley.

Apesar das dificuldades enfrentadas durante os anos, como times que fecharam por diversos motivos, Borges conta que sempre teve o apoio e confiança da família. “Eles sempre me apoiaram. Quem sofreu um pouquinho mais foi minha mãe porque eu sou muito apegado a ela”. 

Durante entrevista, Borges lembra como a religião foi importante nos momentos difíceis enfrentados durante a carreira. “É uma das coisas que eu vou conciliando com a minha carreira no vôlei. Todo mundo é católico na minha família. Eu não deixei de jogar vôlei por conta disso também, que me ajudou muito, me fortalece”, conta Borges.

Os jogos começam no fim de setembro e todos podem acompanhar a carreira do jogador pelo Facebook pessoal, Mateus Borges.

Treinamento com todos os cuidados contra a Covid-19

França foi um dos países da Europa mais atingidos pela pandemia de Covid-19, no primeiro semestre de 2020. Após reaberturas e flexibilização de medidas restritivas, o país voltou a uma breve normalidade.

Mateus Borges está há quase três semanas no país e, segundo ele, todas as medidas contra a doença estão sendo tomadas. “Estamos treinando normal. Fizemos o preparo físico num parque, um local aberto, e o treino numa quadra de areia. Agora estamos treinando na quadra, com todos os cuidados”, conta Borges.

No fim de agosto e início de setembro, a França registrou aumento no número diário de casos. Segundo dados da Organização Mundial de Saúde, foram 4765 novos casos positivos no dia 2 de setembro. O país registrou uma queda no número diário de casos entre final de maio e início de agosto.


Quer receber notícias diretamente no seu celular? Clique aqui e entre no grupo de WhatsApp do jornal

Prefere ficar bem informado pelo Telegram? O jornal tem um canal de notícias lá. Clique aqui para participar

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo