Blumenauense recebe contraprova positiva de Covid-19 e conta como é viver com o coronavírus

Maria Fernanda, de 21 anos, voltou da Espanha no dia 11 de março

Blumenauense recebe contraprova positiva de Covid-19 e conta como é viver com o coronavírus

Maria Fernanda, de 21 anos, voltou da Espanha no dia 11 de março

Alice Kienen

Para boa parte da população mundial, um dos maiores medos neste momento é contrair o novo coronavírus. Os sintomas do Covid-19 são similares a uma gripe comum, porém pode vir acompanhado de dificuldade para respirar e evoluir para uma pneumonia. Apenas no Brasil, 46 pessoas já morreram em decorrência da doença.

Porém, para Maria Fernanda Becker Cunha, o pior não foi o resultado positivo. E sim a reação das pessoas. A blumenauense de 21 anos afirma que muitas mentiras foram espalhadas sobre ela na internet. Por exemplo, que ela teria ido para a balada após o exame.

“Quando o resultado saiu foi difícil. Fiquei bem nervosa porque não sabia o que fazer. Mas o pior mesmo foi ver todas as mensagens de pessoas inventando histórias. Foi uma pressão para toda minha família”, conta a jovem.

A blumenauense retornou da Espanha no dia 11 de março, uma quarta-feira. Apesar de já estar preocupada com o coronavírus, ela não sentiu nada de diferente. Foi apenas na sexta-feira, 13, que ela teve os primeiros sintomas.

Maria Fernanda na Itália, em julho de 2019. Foto: Reprodução/Instagram

“Sentia dor de cabeça e dores no corpo, mas não sentia febre. Por receio de estar contaminada e por não querer passar para mais ninguém resolvi fazer o teste. E desde este primeiro exame não saí mais de casa”, diz.

Após realizar vários exames para descartar o coronavírus, a estudante de Nutrição fez o exame para Covid-19. O teste positivo do laboratório particular ficou pronto na segunda-feira. O caso causou alvoroço na cidade, já que o resultado acabou vindo a público.

A dor de cabeça e o mal estar deram lugar para a falta de ar, porém a jovem relata que se sentiu bem durante as últimas semanas. Foi apenas na tarde desta segunda-feira, 23, que ela recebeu a contraprova.

“O resultado de ontem não mudou nada, porque eu já estava esperando por isso. Tanto que eu já estava vivendo como uma infectada, sem sair do meu quarto. Agora estou bem, sem sintomas, e esperando o fim da quarentena”, relata.

Maria Fernanda conta que ninguém que teve contato com ela apresentou sintomas similares e, portanto, não realizaram os exames. Até o fim da tarde desta terça-feira, 24, Blumenau possui nove casos confirmados.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo