Blumenauenses caem no golpe do namoro virtual e dão dinheiro a bandidos

Golpistas fazem promessas de amor e ganham confiança das vítimas a ponto de pedir dinheiro

Blumenauenses caem no golpe do namoro virtual e dão dinheiro a bandidos

Golpistas fazem promessas de amor e ganham confiança das vítimas a ponto de pedir dinheiro

Danubia de Souza

Pelo menos três mulheres de Blumenau caíram no golpe do namoro virtual. Neste tipo de crime, bandidos fazem promessas de amor às vítimas e ganham a confiança delas a ponto de conseguir dinheiro.

Uma das vítimas, que por segurança prefere não identificar o nome, é uma moradora de 57 anos do bairro Escola Agrícola. Ela conta que há cerca de duas semanas recebeu um pedido de amizade no Facebook. Era o perfil de um militar dos Estados Unidos com uma foto atraente. Os dois começaram a conversar e, em menos de uma semana, ela já estava apaixonada.

“Jamais eu pensaria que aconteceria uma coisa assim comigo. Começamos a conversar e eu achava que tinha encontrado meu príncipe encantado! As palavras dele eram tão doces e tão meigas. Ele disse que queria vir para o Brasil, comprar uma casa e conhecer minha família”.

A filha da blumenauense desconfiou da situação, pesquisou na internet e descobriu o golpe.

“Ele dizia que estava em missão de paz no Afeganistão, prestes a se aposentar, e que viria para Blumenau. Eu pesquisei na internet e logo descobri que era golpe. Eles dizem que possuem dinheiro, mas ao mesmo tempo inventam uma desculpa para extorquir a vitima. Geralmente é para pagar o visto para vir ao Brasil. Por sorte, descobri antes de a minha mãe dar o dinheiro”, explica.

Outras duas mulheres, ambas moradoras do Garcia, não tiveram a mesma sorte. Os estelionatários usaram a mesma tática. Adicionaram as vítimas nas redes sociais, fizeram juras de amor e pediram dinheiro. Desta vez as vítimas caíram, mas nenhuma quis revelar quanto perdeu.

De acordo com o especialista em tecnologia, Moises Cardoso, a maioria das vítimas é de mulheres acima dos 50 anos de idade.

“Elas são vitimas dos scammers, que em inglês significa golpistas virtuais. São verdadeiras quadrilhas especializadas nesse tipo de crime”.

Porém, segundo o delegado Bruno Effori, da Central de Polícia em Blumenau, há pelo um caso na cidade em que a vítima foi um homem. Segundo o policial, o crime ocorre com frequência em Santa Catarina. Muitas pessoas ficam com vergonha de fazer o boletim de ocorrência, mas é de extrema importância denunciar o caso. Effori também explica que é preciso seguir algumas dicas para não cair na ação dos golpistas:

Fique atento a frases genéricas
“Geralmente esse golpe é praticado ao mesmo tempo com varias vítimas. Então o golpista acaba utilizando frases genéricas e às vezes mal traduzidas, porque esse golpe é feito por pessoas de fora”.

Desconfie do amor à primeira vista
“Desconfie quando a pessoa do outro lado já se declara e diz que está apaixonada de forma muito rápida. Geralmente eles utilizam fotos atraentes. Verifique também se essa pessoa existe, pesquise o nome e demais informações”.

Preserve informações pessoais
“Jamais passe informações pessoais ou fotografias para pessoas que você não conhece fora das redes sociais. Nome de filha ou endereço, por exemplo. Seja no âmbito pessoal ou profissional”, explica o delegado.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio