Blumenauenses desenvolvem aplicativo que facilita a adoção de cães e gatos

Plataforma conecta pessoas que desejam adotar com organizações de proteção animal

Blumenauenses desenvolvem aplicativo que facilita a adoção de cães e gatos

Plataforma conecta pessoas que desejam adotar com organizações de proteção animal

Redação

Por Renata Westphal

Um aplicativo desenvolvido por blumenauenses tem contribuído para aliviar o sofrimento de animais de rua Brasil afora. O “SOS pet-adoção responsável” conecta ONGs envolvidas com a causa animal a pessoas que desejam adotar cães e gatos resgatados das ruas.

Alan Filipe Cardozo Fabeni e Peter Richard Carlim desenvolveram o aplicativo com o auxílio de Leandro Wagner e Luan Rocha da Silva, responsáveis pela identidade visual. O objetivo do quarteto é ajudar a diminuir o número de animais abandonados em cidades brasileiras.

“Ficamos sensibilizados com o grande número de animais abandonados no município e como somos da área de tecnologia. Tentamos ajudar de alguma forma”, relatou o programador Fabeni.

Ao demonstrar interesse em adotar um cãozinho, o usuário vê uma página com informações sobre adoção responsável. Em seguida, é oferecido o contato via e-mail ou telefone do representante da ONG onde está o bichinho. O app está disponível para download desde agosto do ano passado e já foi baixado 2,8 mil vezes.

Para fazer o download no seu celular, basta acessar as respectivas lojas dos sistemas operacionais IOS e Android. Segundo os donos da ideia, o trabalho é voluntário e não tem fins lucrativos.

Ao acessar a plataforma, o usuário pode escolher entre nove cidades ou organizações para acompanhar as publicações de fotos e descrições dos animais disponíveis para adoção. Por enquanto, as cidades de Santa Catarina que fazem parte do projeto são Gaspar, com a Associação Gasparense de Proteção e Amparo aos animais (Agapa) e Xanxerê, com a ONG Grupo Bem Estar Animal. Grupos de proteção animal de Minas Gerais e São Paulo também podem ser contatados pelo app.

Blumenau

O aplicativo, desenvolvido por blumenauenses, ainda não é útil para os animais de Blumenau. Por enquanto, nenhuma ONG local aderiu à plataforma. Os desenvolvedores do aplicativo entraram em contato com o Centro de Prevenção e Recuperação de Animais Domésticos (Cepread), órgão público municipal, mas ainda não foi possível oferecer o serviço à população.

O vereador Bruno Cunha (PSB), iniciou uma campanha a favor do uso do app por parte do órgão público na última sessão da Câmara, quinta-feira, 12. Como há mudança na administração municipal (com a saída de Napoleão Bernardes e a posse de Mário Hildebrandt), o Cepread também passa por alterações de gestão.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio