Blumenauenses encontram lojas fechadas na rua XV no domingo de horário estendido

Público circulou pela via comercial durante a tarde, mas encontrou poucas portas abertas

Blumenauenses encontram lojas fechadas na rua XV no domingo de horário estendido

Público circulou pela via comercial durante a tarde, mas encontrou poucas portas abertas

Julia Schaefer

Neste domingo, dia 3, as lojas da rua XV de Novembro ficariam abertas das 14h às 20h. A inciativa foi divulgada como uma facilidade aos consumidores que trabalham durante a semana. Até a Rota de Lazer foi encurtada. Durante a tarde, os veículos puderam circular pela via, facilitando o estacionamento.

No entanto, ao longo de toda a tarde, os muitos blumenauenses que foram às compras se decepcionaram com o grande número de lojas fechadas. O horário diferenciado durante o mês de Natal havia sido definido pelos sindicatos da categoria, de acordo com a Convenção Coletiva de Trabalho, mas aparentemente não está sendo levado em consideração pelos lojistas.

Leia também: Família encontra caixão numa calçada da Ponta Aguda, em Blumenau

“Nós trabalhamos a semana inteira, não podemos vir ao Centro, e quando nós estamos aqui encontramos muitas lojas fechadas. Desse jeito é preferível comprar no bairro do que na XV de Novembro”, reclamou Michelle Vargas.

Muitas pessoas estavam se programando inclusive financeiramente para poder gastar mais nas compras de domingo. Perderam tempo.

“Nos programamos para poder gastar um pouco mais nas compras de Natal, mas não conseguimos porque muitas lojas estão fechadas”, diz Orlando Cardoso.

A lojista Vania Aparecida Ruskowski trabalhou no domingo à tarde, e diz que a falta de união das lojas acaba prejudicando as vendas, pois as pessoas vão à rua XV, mas quando percebem que muitas lojas estão fechadas, não acham que vale a pena parar.

“Fica muito chato, porque é um desrespeito com o cliente. Eles divulgam o horário, aí tu tiras o pessoal dos shoppings para a rua XV para não encontrarem as lojas abertas”, critica.

Emílio Schramm, presidente do Sindicado dos Lojistas de Blumenau, entidade que define o horário de Natal junto ao Sindicato dos Empregados no Comércio de Blumenau, reprova a atitude dos comerciantes que não aderiram ao horário.

“Andei toda a XV de Novembro e mais de 90% das lojas estavam fechadas. Penso que é uma falta de consideração com o consumidor. A reclamação de crise é geral, mas chega na hora em que tu precisas prestigiar o consumidor, e tu pifas!”, indigna-se.

De acordo com Schramm, o Sindilojas não tem autonomia para tomar uma providência com os comerciantes que mantiveram portas fechadas. Ele diz que o horário de Natal já é uma tradição, e que é possível se organizar para evitar gastos com horas extras de funcionários.

“O horário foi definido em acordo com o sindicado dos empregados. É uma pena, porque a desculpa de hora extra do funcionário é muito relativa. É uma questão de organizar em turnos. Esse horário foi definido para concorrer com o próprio shopping. Te garanto que o shopping está cheio”, lamentou.

 

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio