Como utilizar a ferramenta

1913: Ponte do Salto

Inaugurada em 29 de junho 1913, a Ponte Lauro Müller, mais conhecida como Ponte do Salto, foi a primeira de Blumenau a atravessar o rio Itajaí-Açu. Os pilares começaram a ser construídos em 1896, mas o ferro só foi colocado após a grande enchente de 1911. A estrutura, vinda da Alemanha, pesava 155 toneladas. Em 1982, a parte metálica precisou ser implodida por conta da corrosão. Ela foi reformada e reinaugurada em 2002.

1914: Casa Husadel

Patrimônio Cultural e Histórico, o prédio foi um dos primeiros estabelecimentos instalados na tradicional rua do Comércio – hoje, rua XV de Novembro. Inicialmente apenas térreo, o local vendia as joias, relógios, óculos e cristais de Paul Husadel. Até hoje, a edificação abriga uma ótica que leva o sobrenome do fundador, que divide o espaço com outras lojas e serviços.

Continua após o anúncio

1915: Casarão da família Hering

Até os dias atuais, quem passa pela rua Hermann Hering, no bairro Bom Retiro, encontra belos casarões do século passado. Um dos mais emblemáticos, construído pelo homem que dá nome à via, foi um presente de casamento à filha Nanny Hering Poethig, vinda de Harta, na Alemanha. Ela e a irmã Johanna faleceram em 1950 com apenas um dia de diferença. Ambas eram conhecidas pela dedicação ao trabalho social e altruísmo.

1923: Maternidade Johannastift

Desde 1907, o pastor Mamelthey, a esposa dele, Mildret, e mais 15 senhoras realizavam partos em uma modesta casa alugada pela Sociedade Evangélica de Blumenau. O prédio da Maternidade, hoje ocupado pelo Senac, foi inaugurado em 1923. O imóvel da Alameda Rio Branco também já abrigou a Casa do Comércio e o Restaurante Cavalinho Branco.

1930: InterBlu

A foto da década de 1930 mostra um dos patrimônios históricos de Blumenau, quando ainda era cercado pela natureza. Hoje, o imóvel é ocupado pela Clínica InterBlu, fundada em 1996. A casa azul e branca, ainda localizada num terreno com muitas árvores e gramado extenso para os padrões do Centro, fica a poucos metros do shopping Neumarkt. [Patrocínio InterBlu Centro Clínico]

1932: Fábrica de Chapéus Nelsa

Construída na rua São Paulo em 1932, a obra de Simão Gramlich foi ocupada pela Fábrica de Chapéus Nelsa. Os arcos da fachada em estilo Art Déco foram atingidos por um incêndio em dezembro do ano passado, que destruiu diversas lojas que funcionavam no local. Hoje, a edificação encontra-se abandonada e ainda abalada pelo acidente.

1940: Rua XV de Novembro

Um prédio de três andares. O que hoje parece pequeno, na década de 1940 chamou a atenção da principal rua da cidade. A arquitetura da região foi transformada pela verticalização das estruturas. A torre da igreja mudou, mas a construção permanece em frente à choperia Tunga, com algumas fachadas sendo adaptadas para o estilo enxaimel. Já os carros antigos e charretes deram espaço para a movimentada via.

1946: Casa Peiter

Fundada em 1946, a Casa Peiter era localizada na esquina das ruas XV de Novembro e 4 de Fevereiro – hoje rua Ângelo Dias. Focada em moda com requinte, o interior da loja era considerado moderno para a época. Os postes de luz e charretes foram substituídos pela urbanização da via. Atualmente, o prédio é ocupado pela loja esportiva Blubel.

1947: Cine Busch

Erguido na década de 1940, o edifício do primeiro cinema de Blumenau se tornou patrimônio histórico da cidade. O Cine Busch encerrou as atividades em 1993, mas ficou registrado na lembrança de muitos blumenauenses como o da primeira sessão cinematográfica. Hoje ocupado por uma instituição de ensino, o prédio chegou a funcionar como centro de convenções.

Você está vendo: Casa Husadel, Casarão da Família Hering, Ponte do Salto: a transformação após 100 anos
___________________________
Veja também:

– Introdução
– Favela, Casa Royal, City Hotel: a Blumenau dos anos 1940 a 1960
– Lojas Hering, Hotel Rex, igreja Matriz: o charme dos anos 1970 em Blumenau

Deixe uma resposta