Catedral promove neste fim de semana a Festa do Divino, a mais antiga de Blumenau

De tão antiga, falta registro nos arquivos da cidade que ajudem a precisar a data em que foi promovida pela primeira vez

Catedral promove neste fim de semana a Festa do Divino, a mais antiga de Blumenau

De tão antiga, falta registro nos arquivos da cidade que ajudem a precisar a data em que foi promovida pela primeira vez

Bianca Bertoli

Blumenau tem uma festa de igreja tão antiga, mas tão antiga que falta registro nos arquivos da cidade que ajudem a precisar a data em que foi promovida pela primeira vez. A Festa do Divino Espírito Santo, neste sábado e domingo, 19 e 20, é parte da história e da memória afetiva local.

O que se sabe é que já na antiga igreja matriz, inaugurada em 1876, havia o festejo. Quase um século depois, nos anos 1960, quando a atual estrutura do templo foi erguida, a comunidade se reuniu para festejar no interior do edifício em construção. O tempo passou, hoje são milhares de visitantes, mas o formato e o jeito de festa de interior não mudaram.

Ainda há atrações como a roda da fortuna. O tradicional churrasco, que fica mergulhado em molho com limão e temperos durante um dia inteiro, será feito por 22 homens. São 4 mil peças de carne vermelha e mil galetos, que, segundo o padre João Bachmann, acabam rapidamente no domingo.

Além das barracas com pastel, cachorro-quente e café com doces, a venda de canja, quentão e pinhão pretende aquecer o público no fim de semana que será mais frio em Blumenau. Para as crianças, haverá brinquedos infláveis e pescaria.

As celebrações na Catedral ocorrerão nos horários de sempre. No domingo, 20, a missa solene das 9h terá a entrada dos quase 100 festeiros, que juntos com outros colaboradores integram um grupo de mais de 200 pessoas que faz a festa acontecer.

Memória

O bancário aposentado Marcos Roeck, de 61 anos, lembra da infância e adolescência na festividade da Catedral. Em uma época em que não existia internet ao alcance de todos, a melhor rede social era a Festa do Divino:

“Você conhecia o pessoal da sua redondeza, mas a festa reunia gente de todos os bairros, então você acabava conhecendo várias pessoas”, recorda.

Eram muitas pessoas. Pelo pátio, impossível circular sem esbarrar em alguém. Conversar, apenas longe do palco. A animação era comandada por bandas. Em grupos de recordações como o Antigamente em Blumenau, são comuns relatos saudosos dos tempos em que os jovens esperavam a festa com ansiedade.

Na galeria de imagens que acompanha esta reportagem, confira como era a festa antes e durante as décadas de 50, 60 e 70.

Serviço

O que: Festa do Divino Espírito Santo.
Onde: Catedral São Paulo Apóstolo, no Centro de Blumenau.
Quando: Sábado, 19, a partir do meio-dia e domingo, 20, o dia inteiro.
Valores: O churrasco custará R$ 30, o galeto, R$ 20.
Missas: Sábado às 8h, 16h30 e 19h. Domingo às 7h30, 9h, 17h e 19h.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo