Centro de artes marciais anuncia expulsão de agressor de mãe e filha

O Centro de Treinamentos de Brusque que Luan Bitencourt integrava emitiu nota oficial sobre o afastamento

Centro de artes marciais anuncia expulsão de agressor de mãe e filha

O Centro de Treinamentos de Brusque que Luan Bitencourt integrava emitiu nota oficial sobre o afastamento

Cristóvão Vieira

O Centro de Treinamentos Sorjai – núcleo de artes marciais de Brusque anunciou em nota oficial que Luan Bitencourt está expulso e não poderá mais ter aulas no local. No último fim de semana, Luan, que era praticante de jiu-jitsu no Sorjai, agrediu uma mulher e sua filha de 19 anos.

Na nota divulgada em rede social, o CT Sorjai esclareceu que repudia quaisquer atos de violência física ou verbal. Explica, também, que tomou a medida após cobranças de esclarecimentos. Nos comentários, representantes do Sorjai comentaram que ele não poderá mais treinar na academia.

Confira a nota na íntegra

“Em respeito aos pedidos de esclarecimentos referente ao acontecimento deste último final de semana, envolvendo um aluno do CT Sorjai, esclarece- se o seguinte:

– O fato ocorreu fora das mediações do CT Sorjai;

– O CT Sorjai repudia quaisquer atos de violência física ou verbal, discriminação, preconceito e incitação à crime;

– A ação do referido aluno é veemente reprimida não só pela equipe de professores do CT Sorjai, assim como à técnica de arte marcial;

– O aluno em questão foi afastado das atividades;

– O caso deve ser apurado e solucionado pelas autoridades competentes, cumprindo o que determina a legislação;

Assim, na certeza da integridade e qualidade dos serviços oferecidos pelo CT Sorjai, espera-se que cesse toda e qualquer vinculação da academia ao lamentável acontecimento, por não haver nenhuma participação do Sorjai ao episódio”.

Defesa de Luan

O advogado que representa Luan disse que o jovem está arrependido e quer pedir desculpas à família. Ele afirmou ainda que a versão contada pela vítima, a fotógrafa Doli Tomiozzo, bem como os vídeos divulgados em meios de comunicação e nas redes sociais estão incompletos, conforme relatou Luan. O acusado disse ao advogado que quem começou as agressões teria sido Doli.

 

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo