Clínica estética é acusada de irregularidades em Pomerode

Clínica utilizava câmara de bronzeamento artificial, a qual é proibida no Brasil

Clínica estética é acusada de irregularidades em Pomerode

Clínica utilizava câmara de bronzeamento artificial, a qual é proibida no Brasil

Redação

A proprietária de uma clínica estética na cidade de Pomerode foi indiciada pelos crimes de adulteração de produtos destinados a fins terapêuticos ou medicinais, além de crimes contra as relações de consumo. As penas somadas podem chegar a 20 anos de prisão.

A Polícia Civil de Pomerode informou na tarde desta terça-feira, 17, a finalização do inquérito policial que investigava uma série de irregularidades na clínica. De acordo com eles, a investigação sobre a procedência dos produtos utilizados no estabelecimento durou quatro meses.

Durante o processo, ficou comprovada a utilização de câmaras para o bronzeamento artificial através da emissão de raios ultravioletas, proibidas no Brasil.

Todos os produtos encontrados na clínica foram periciados e, segundo o Delegado Antônio Lúcio Antunes Godoi, produtos cosméticos, farmacológicos e alimentícios foram encontrados com data de validade vencida ou suprimida, além de fármacos sem procedência, responsável técnico ou prazo de validade.

Produto utilizado  na clínica com o prazo de validade vencido. Foto: Polícia Civil.

Receba notícias direto no celular entrando nos grupos de O Município Blumenau. Clique na opção preferida:

WhatsApp | Telegram


• Aproveite e inscreva-se no canal do YouTube

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo