Conheça os novos integrantes do canil da Polícia Militar de Blumenau

São três filhotinhos que estão em fase de treinamento. Após uma avaliação, a PM vai decidir qual deles vai virar um “cão policial”.

Conheça os novos integrantes do canil da Polícia Militar de Blumenau

São três filhotinhos que estão em fase de treinamento. Após uma avaliação, a PM vai decidir qual deles vai virar um “cão policial”.

Danubia de Souza

Três novos “recrutas” têm chamado a atenção no 10º Batalhão de Polícia Militar, em Blumenau. Eles abanam o rabinho e fazem graça com quem passa. São tão fofos que é impossível passarem despercebidos. Dois são da raça pastor holandês e o outro é um Pastor Belga de Malinois. Eles têm apenas 2 meses de idade e já começaram a participar dos treinamentos. Os policiais precisam descobrir qual deles tem a real vocação para virar um “cão policial”.

“Não sabemos quais e quantos vão ficar. É um trabalho minucioso. O treinamento inicial se baseia em testes de temperamento para verificar se o cão é seguro, determinado, persistente e se possui características que buscamos para o trabalho em específico”, explica o soldado e treinador Tiago Saldanha Steffen.

Os cães são treinados para fazer patrulha e encontrar drogas. Dependendo da aptidão, alguns conseguem também localizar pessoas. Hoje o canil do 10° Batalhão conta com 4 animais: a cadela Ayra (Pastor Holandês), Sheriff ( Pastor Holandês), Apollo (Pastor Belga Malinois) e o famoso Brutus (Pastor Holandês).

Brutus ficou conhecido no ano passado após conseguir localizar dois assaltantes em Blumenau que fugiram pela mata. Um deles estava submerso na água. Mesmo assim, ele não escapou do faro apurado do cão policial. O vídeo da abordagem teve milhares de compartilhamentos pelo mundo.

Os filhotes são fruto do cruzamento entre Brutus e Ayra, e também de Apollo com uma cadela Belga Malinois. Se puxarem aos pais, prometem ajudar e muito no combate à criminalidade.

“O cão de polícia já nasce com características específicas, como coragem e determinação. Ou seja, são características genéticas. Depois, só depende do nosso treinamento para que eles consigam cumprir sua missão “, explica Steffen.

Giovanni Silva
Giovanni Silva
Giovanni Silva
Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo