Covid-19: Blumenau abre novos horários na agenda de vacinação

Ao todo, serão disponibilizadas 1,8 mil vagas

Covid-19: Blumenau abre novos horários na agenda de vacinação

Ao todo, serão disponibilizadas 1,8 mil vagas

Redação

Neste domingo, 23, a Prefeitura de Blumenau abriu novos horários para o agendamento da vacina contra a Covid-19. Ao todo, serão disponibilizadas 1,8 mil vagas para aplicação durante esta segunda-feira, 24.

O agendamento deve ser feito no site da Prefeitura de Blumenau, ou pelo Alô Saúde, no telefone 156 (opção 2), que terá atendimento das 8 às 20 horas. Somente serão vacinados aqueles usuários com agendamento.

Público alvo

Poderão agendar a vacina o público alvo com as seguintes características:

– Idosos acima dos 60 anos: necessário levar documento de identificação;
– Gestantes acima dos 18 anos com comorbidades: levar carteira de acompanhamento da gestante/pré natal ou atestado médico + comprovação de comorbidade;
– Puérperas acima dos 18 anos com comorbidades: Declaração de nascimento da criança ou certidão de nascimento + comprovação de comorbidade;
– Trabalhadores da Saúde: Os trabalhadores de saúde precisam, na hora de receber a vacina, comprovar vínculo empregatício na rede pública ou privada, por meio de documento pessoal com foto, folha de pagamento ou carteira do conselho de classe;
– Pessoas com Fibrose Cística acima de 18 anos: Atestado ou declaração médica ou receitas que deixem claro a condição da pessoa (validade de 1 ano para medicamentos de uso não controlados) ou declaração do enfermeiro do serviço de saúde onde o usuário faz o tratamento.;
– Pessoas com Síndrome de Down acima dos 18 anos: Atestado ou declaração médica ou Exame de Cariótipo ou ainda Carteira de Transporte Público;
– Pessoas transplantadas de órgão sólido ou de medula óssea acima dos 18 anos: Atestado ou declaração médica;
– Pessoas com Deficiência Permanente cadastradas no Programa Benefício de Prestação Continuada (BPC) acima dos 18 anos: Comprovante de recebimento do benefício;
– Pessoas com Deficiência Permanente acima de 18 anos: Atestado ou declaração médica ou  documentos comprobatórios de atendimento em centros de reabilitação ou unidades especializadas no atendimento de pessoas com deficiência ou documento oficial de identidade com a indicação da deficiência, ou ainda Carteira de Transporte Público;
– Pessoas com comorbidades acima de 18 anos: Atestado ou declaração médica que comprove a condição de risco (comorbidade)  ou receitas que deixem claro a condição da pessoa (validade de 1 ano para medicamentos de uso não controlados) ou declaração do enfermeiro do serviço de saúde onde o usuário faz o tratamento;-
– Pessoas com doenças que causam imunossupressão como síndrome de Cushing, lúpus eritematoso sistêmico, doença de Crohn, imunodeficiência primária com predominância de defeitos de anticorpos acima dos 18 anos: Atestado ou declaração médica ou receitas que deixem claro a condição da pessoa (validade de 1 ano para medicamentos de uso não controlados) ou declaração do enfermeiro do serviço de saúde onde o usuário faz o tratamento;
– Pessoas com doenças que causam deficiências intelectuais e/ou motoras e cognitivas como a síndrome Cornélia de Lange, a doença de Huntington acima dos 18 anos: Atestado ou declaração médica ou receitas que deixem claro a condição da pessoa (validade de 1 ano para medicamentos de uso não controlados) ou declaração do enfermeiro do serviço de saúde onde o usuário faz o tratamento;
– Pessoas com  doenças raras como anemia falciforme e talassemia maior acima dos 18 anos: Atestado ou declaração médica ou receitas que deixem claro a condição da pessoa (validade de 1 ano para medicamentos de uso não controlados) ou declaração do enfermeiro do serviço de saúde onde o usuário faz o tratamento;
– Pessoas com obesidade mórbida acima dos 18 anos: Atestado ou declaração médica ou laudo emitido por nutricionista;
– Pessoas com hipertensão arterial estágios 1 e 2 acima de 50 anos: Atestado ou declaração médica ou receitas que deixem claro a condição da pessoa (validade de 1 ano para medicamentos de uso não controlados) ou declaração do enfermeiro do serviço de saúde onde o usuário faz o tratamento.

Atestado/Declaração Médica

A Prefeitura está disponibilizando um modelo de declaração médica para que pessoas com comorbidades possam comprovar a condição pré-existente da patologia e consigam receber a vacina contra o Coronavírus. O documento disponível na internet, deve ser preenchido e assinado pelo profissional médico atestando com exatidão a comorbidade do paciente.

O objetivo do documento é dar agilidade ao atendimento realizado na Central de Vacinação, no Setor 1 do Parque Vila Germânica, uma vez que muitos usuários estão apresentando declarações que “autorizam aplicação da vacina”, mas sem a indicação da patologia, exigida na Campanha Nacional de Vacinação contra a Covid-19, pelo Ministério da Saúde.

Aplicação da vacina

A orientação é para que os usuários cheguem com até 15 minutos de antecedência ao Parque Vila Germânica para apresentar a documentação comprobatória junto com o documento de identidade e carteira de vacinação. Não é necessário chegar com mais antecedência para evitar aglomerações.

Após receber a primeira dose da vacina, ao final do atendimento automaticamente o sistema agenda o retorno para ser feita a segunda dose, dentro do prazo adequado.

Os usuários podem acessar o Setor 1 entrando pela Rua Alberto Stein, utilizando o estacionamento dentro do Parque Vila Germânica. O espaço conta com cadeiras de rodas para auxiliar no deslocamento. Pessoas com mobilidade reduzida podem acessar a Central de Vacinação pela Rua Itapiranga, que foi sinalizada pela Seterb. Neste caso, a vacina é aplicada sem que o usuário precise desembarcar do veículo.

Cancelamento da 1ª dose da Vacina

A partir de agora, as pessoas que agendaram aplicação da 1ª dose da vacina contra o coronavírus e por algum imprevisto, perceberem que conseguirão comparecer à Central de Vacinação, poderão cancelar o agendamento pela internet. Para cancelar o agendamento, basta informar o CPF do usuário, data de nascimento e nome completo da mãe. O

objetivo é permitir que novos usuários possam utilizar os horários desmarcados, evitando assim, ociosidade da equipe que atua na vacinação garantindo que outra pessoa seja vacinada.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo