Covid-19: Blumenau zera ocupação das UTIs após dois anos

Leitos começaram a ser ocupados em março de 2020

Covid-19: Blumenau zera ocupação das UTIs após dois anos

Leitos começaram a ser ocupados em março de 2020

Redação

Zero pacientes na UTI Covid-19. Essa é a celebração de Blumenau nesta terça-feira, 26. Esta é a primeira vez desde o dia 13 de maio de 2020 que a marca é registrada. Os leitos foram ativados em 31 de março daquele ano e desde então passaram por alguns períodos de quase lotação.

Ao todo, foram 713 dias consecutivos com pacientes internados em Unidade de Terapia Intensiva. Blumenau segue com uma das menores taxas de letalidade do Brasil, com índice de 0,90% entre os municípios com mais de 100 mil habitantes.

Desde o início da pandemia, 116.215 casos da doença foram registrados. Mais de 416 mil testes já foram realizados. Atualmente, há 284 pacientes em tratamento na cidade. Apenas cinco deles estão internados em enfermaria.

Ao todo, 264 mil moradores da cidade já tomaram a segunda dose da vacina, o que representa um total de 76,8% da população. Entretanto, apenas 117 mil doses de reforço já foram aplicadas na cidade.

Em Blumenau, não há necessidade de fazer agendamento para aplicação da vacina contra o coronavírus. Em dias úteis, a vacinação de pessoas com mais de 5 anos acontece nas unidades com sala de vacina ativa.

Salas de vacina

Nos dias de semana, as salas de vacinação dos Ambulatórios Gerais da Família (AGFs) Escola Agrícola, Centro, Velha, Garcia, Itoupavas e Badenfurt funcionam das 7h30 às 12h e das 13h às 20h30. Por motivos técnicos, o AGF Fortaleza somente faz aplicação de doses da Pfizer em pessoas acima de 12 anos.

Os usuários têm ainda à disposição cerca de 30 unidades de Estratégia Saúde da Família (ESFs), de segunda a sexta-feira, das 8h30 às 12h e das 13h30 às 15h30. Os endereços estão disponíveis no site da prefeitura.


Receba notícias direto no celular entrando nos grupos de O Município Blumenau. Clique na opção preferida:

WhatsApp | Telegram


• Aproveite e inscreva-se no canal do YouTube

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo