Covid-19: CoronaVac tem produção interrompida após matéria-prima acabar

Processo de envase foi suspenso há dez dias

Covid-19: CoronaVac tem produção interrompida após matéria-prima acabar

Processo de envase foi suspenso há dez dias

Redação

O Instituto Butantan precisou interromper o processo de envase – que consiste em preencher os recipientes – da CoronaVac. Isso porque um lote de insumos vindo da China sofreu atraso.

De acordo com o diretor do instituto, Dimas Covas, o processo de envase já está interrompido há dez dias. Um carregamento da matéria-prima previsto para esta quinta-feira, 8, deve chegar somente na próxima semana.

Covas, contudo, negou que isso interromperá a campanha nacional de vacinação contra a Covid-19, porque o cronograma de entrega de vacinas para o Ministério da Saúde está mantido. O atraso teria ocorrido devido a um problema burocrático e a matéria-prima, ainda de acordo com Covas, está pronta para o embarque.

Em nota oficial, o instituto afirma que “todas as doses provenientes do IFA (Insumo Farmacêutico Ativo) recebido da China já foram envasadas”.

“Neste momento, cerca de 2,5 milhões de vacinas encontram-se em processo de inspeção de controle de qualidade – parte integrante do processo produtivo – para serem entregues na semana que vem ao Programa Nacional de Imunizações. Desde janeiro o Butantan já entregou 38,2 milhões de doses da vacina ao país.”

Com uma nova remessa de IFA, prevista para a próxima semana, será possível integralizar todas as 46 milhões de doses referentes ao primeiro contrato com o Ministério da Saúde até o dia 30 de abril”.


Receba notícias direto no celular entrando nos grupos de O Município Blumenau. Clique na opção preferida:

WhatsApp | Telegram


• Aproveite e inscreva-se no canal do YouTube

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo