Covid-19: destaque recente, Chapecó tem taxa de mortalidade 72% maior que Blumenau

Segundo dados dos municípios, taxa de Chapecó é de 1,5%, enquanto em Blumenau é de 0,87%

Covid-19: destaque recente, Chapecó tem taxa de mortalidade 72% maior que Blumenau

Segundo dados dos municípios, taxa de Chapecó é de 1,5%, enquanto em Blumenau é de 0,87%

Redação

Nos últimos dias a cidade de Chapecó se tornou referência em páginas de redes sociais pela forma que vem combatendo a Covid-19. A cidade do Oeste catarinense, que havia chegado ao colapso com muitos pacientes aguardando por vagas em Unidades de Terapia Intensiva e até sendo transferidos para fora do estado, teve uma grande queda no número de pacientes nas últimas semanas.

Diante dos resultados positivos recentes, a cidade chegou até a ser citada pelo presidente Jair Bolsonaro, durante suas falas em transmissões ao vivo. Em uma delas ele destacou que o município dava liberdade aos médicos para receitar medicamentos para um possível tratamento precoce.

Aliás, o presidente desembarcou nesta quarta-feira, 7, em Chapecó, em uma visita, onde uma das pautas foram são os elogios ao combate a Covid-19, que vem sendo executado pelo município.

O incentivo da Prefeitura de Chapecó para o tratamento precoce foi liderado pelo Prefeito João Rodrigues (PSD) em janeiro de 2021, logo no início do novo mandato. Na época, a cidade havia registrava 123 óbitos por Covid-19 e possuía 941 casos ativos.

Porém, foi nesse período que os números começaram a aumentar, chegando a ter no dia 22 de fevereiro 3,6 mil casos ativos. Naquele momento a cidade já alcançava 202 mortes e por isso adotou medidas restritivas, como fechamento dos serviços não essenciais por 14 dias e até toque de recolher, até o dia 6 de março.

A partir daí os números de casos começaram a cair, chegando ao atual de 606 casos ativos e motivo de elogios nas redes sociais. Porém, mesmo assim, número de mortes continuou subindo, totalizando até o dia 6 de abril, 541, quatro vezes mais que em todo ano de 2020.

Esses números deixam Chapecó com um dos piores índices do estado. Com 34.116 casos confirmados desde o início da pandemia, a taxa de mortalidade alcançou 1,5%.

Em comparação a Blumenau, por exemplo, até o dia 6 de abril foram confirmados 48.802 casos e 425 mortes, com uma taxa de mortalidade de 0,87% – ou seja, Chapecó tem 72% a mais de taxa de mortalidade para a Covid-19.

Além disso, atualmente, 87 pacientes estão internados em leitos de UTI – sendo 14 de cidades vizinhas – enquanto em Chapecó, são 121.

O número de testes realizados em cada cidade também é bem diferente. Enquanto Blumenau já realizou 163.122 testes até o dia 6, Chapecó informou ter feito 106.126.


Receba notícias direto no celular entrando nos grupos de O Município Blumenau. Clique na opção preferida:

WhatsApp | Telegram


• Aproveite e inscreva-se no canal do YouTube de

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo