Covid-19: Hospital de Gaspar está com os dez leitos de UTI ocupados

Consultas ambulatoriais e cirurgias eletivas foram suspensas por tempo indeterminado

Covid-19: Hospital de Gaspar está com os dez leitos de UTI ocupados

Consultas ambulatoriais e cirurgias eletivas foram suspensas por tempo indeterminado

Redação

O aumento dos casos confirmados de Covid-19 em Gaspar teve reflexo também no hospital da cidade. Atualmente, os dez leitos de UTI destinados aos pacientes do vírus estão ocupados. Além disso, foi necessária a abertura de novos leitos clínicos para atender a crescente demanda. Também estão suspensas, por prazo indeterminado, as consultas ambulatoriais e cirurgias eletivas a partir desta sexta, 20.

Após um período de baixa, o número de internações por Covid-19 atingiu patamares do primeiro pico da doença. “Estamos com 100% dos leitos de UTI ocupados, temos colaboradores afastados por estarem positivados ou com suspeita de Covid e a demanda de atendimento só cresce. Por isso, decidimos focar o nosso atendimento novamente para os infectados nesta pandemia”, diz Claudio Marmentini, diretor administrativo do Hospital de Gaspar.

No último boletim, a cidade contabilizou 3.310 casos confirmados da doença, 20 pacientes internados e 193 pessoas em isolamento. O município também já teve 43 mortes em decorrência do coronavírus.

Com a suspensão das consultas ambulatoriais e cirurgias eletivas, o hospital amplia o número de leitos e salas de atendimento para Covid. “Além de diminuir o risco de infecção de profissionais e pacientes, as medidas de suspender atividades não relacionadas ao atendimento de urgência e emergência tem como objetivo focar os esforços dos nossos profissionais de saúde e do hospital no combate a pandemia”, afirma o diretor.

Claudio Marmentini reforça a importância do distanciamento social e das medidas de higienização. “O Hospital de Gaspar irá continuar trabalhando para atender todos os pacientes que buscarem atendimento, porém é importante que todos façam a sua parte e se protejam. Quanto menor o número de casos, menos vítimas teremos. Por isso é essencial evitar aglomerações, higienizar constantemente as mãos e sempre usar máscara”, conclui.


Quer receber notícias diretamente no seu celular? Clique aqui e entre no grupo de WhatsApp do jornal

Prefere ficar bem informado pelo Telegram? O jornal tem um canal de notícias lá. Clique aqui para participar

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo