Sindicato se manifesta após Prefeitura de Blumenau propor diminuição do distanciamento nas escolas

Sintraseb alega que 70% dos servidores não aprovam a medida

Sindicato se manifesta após Prefeitura de Blumenau propor diminuição do distanciamento nas escolas

Sintraseb alega que 70% dos servidores não aprovam a medida

Redação

A Prefeitura de Blumenau, em conjunto ao Comitê Municipal de Gerenciamento do Retorno às Aulas Presenciais, encaminhou, ao secretário de Estado da Saúde, André Motta Ribeiro, um pedido de diminuição das regras de distanciamento nas salas de aula das instituições de ensino públicas e privadas do município.

O Sindicato Único dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal de Blumenau (Sintraseb) emitiu um comunicado contrário ao pedido, informando que mais de 70% dos servidores não aprovam a medida.

Atualmente, a distância entre os alunos deve ser de 1,5 metros, o documento prevê a diminuição deste espaço para 1m. De acordo com a prefeitura, o documento foi emitido após um pedido feito pelo prefeito Mário Hildebrandt ao Comitê Municipal de Gerenciamento do Retorno às Aulas Presenciais.

Segundo a prefeitura, foram levados em consideração os índices da vacinação dos profissionais da educação e da população em geral, os atuais indicadores educacionais relacionados à frequência presencial dos estudantes, bem como, a procura e necessidade da comunidade escolar do retorno presencial – sem escalonamento – mantendo os estudantes por maior tempo nos espaços educacionais.

O documento destaca que outros Estados e o Ministério da Educação (MEC), por meio do Guia de Implementação de Protocolos de Retorno das Atividades Presenciais nas Escolas de Educação Básica, adotaram medidas gerais para o retorno das aulas presenciais, independentes da fase da Covid-19, das quais cita o respeito ao distanciamento de ao menos um metro.

Nota do Sintraseb

O sindicato da categoria emitiu um posicionamento contrário ao pleito levantado pela prefeitura. Eles afirmam que 72% dos servidores, que responderam ao questionamento, não concordam com a medida. Confira o documento:

“O Sintraseb já havia manifestado posição contrária à flexibilização na reunião ocorrida dia 25 de junho, quando a proposta foi apresentada e solicitado que os representantes das instituições que compõe o Comitê Municipal discutissem com seus pares sobre a proposta de revisão.
Na reunião desta sexta, o sindicato apresentou o resultado da pesquisa de base, respondida por 650 trabalhadores(as), que reafirma a posição contrária da categoria.
– 72% não concordam a flexibilização do distanciamento de 1,5 metros dentro das salas de aula, enquanto 28% aprovam a medida.
– 70% não se sentem seguros dentro dos espaços de ensino. 30% dizem que sim.
66% consideram que o PLANCON está sendo garantido, 34% dizem que não.
– 76% afirmam que os equipamentos de proteção individual (máscaras, álcool gel e luvas) têm sido entregues dentro da necessidade de cada local. 24% consideram que não.
– 82% afirmam que sua unidade possui ventilação adequada, contra 18 que afirmam que não.
– 87% dos trabalhadores afirmam já ter tomado a primeira dose da vacina, 9% já tomaram a segunda dose ou dose única, e 4% não tomaram nenhuma dose.
É preciso deixar claro que o documento apresentado não traz nenhum dado epidemiológico que sustente qualquer revisão das medidas sanitárias, e as informações oficiais divulgadas pela prefeitura dão conta que os números de casos de Covid-19 em Blumenau não param de crescer.”


Receba notícias direto no celular entrando nos grupos de O Município Blumenau. Clique na opção preferida:

WhatsApp | Telegram


• Aproveite e inscreva-se no canal do YouTube

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo