Letícia Silva

Letícia Silva é jornalista, empresária e corredora amadora. Aqui, toda segunda-feira ela compartilha em vídeo histórias inspiradoras, curiosidades e dicas de especialistas sobre o universo das corridas.

O desafio mental da corrida: o que funciona para você?

Qual a sua estratégia para suportar a dor, o calor, a chuva e o tédio nas corridas longas?

Letícia Silva

Letícia Silva é jornalista, empresária e corredora amadora. Aqui, toda segunda-feira ela compartilha em vídeo histórias inspiradoras, curiosidades e dicas de especialistas sobre o universo das corridas.

O desafio mental da corrida: o que funciona para você?

Qual a sua estratégia para suportar a dor, o calor, a chuva e o tédio nas corridas longas?

Letícia Silva

O preparo físico a gente constrói com o planejamento adequado de treinos. Mas o que pega nas corridas longas é o desafio mental de suportar a dor, o calor, a chuva e até o tédio. É incrível o quanto o diálogo mental tenta nos derrubar.

Uma prova recente em que os atletas sofreram nos quilômetros finais foi a 30k Ponta do Papagaio, dia 24 de fevereiro, em Palhoça, na Grande Florianópolis. Quando se aproximavam as três horas de prova, o sol abriu e castigou. Quem percorreu os 21k ou os 30k que incluíam costão, dunas e muuuuuita areia de praia, sofreu. O trecho final não tinha uma sombra sequer pelo caminho.

A prova foi linda, como mostra o vídeo inédito de hoje. Mas exigiu uma dose extra de hidratação e controle emocional. Confesso que nunca tinha feito nenhuma corrida tão difícil na vida! Chorei sozinha, precisei enumerar razões pra continuar e fiquei aliviada quando cruzei a linhada de chegada.

A prova estava muito bem organizada, com pontos de hidratação e fotógrafos por todo lado. Mas ninguém mais tinha força pra posar pra foto, todo mundo precisava verbalizar  motivos pra continuar. E aí a solidariedade aparece como um dos pontos mais emocionantes da prova. O que mais se via era atleta incentivando o colega porque a exaustão era unânime.

Como treinar a mente

O assunto é sério entre corredores e muitos iniciantes desistem das distâncias maiores quando se deparam com o desafio mental. Há pesquisadores e atletas que lançam até livros sobre o assunto. Estudos apontam que as corridas longas são as que mais contribuem para a melhora da memória e da capacidade de aprendizagem, independente da velocidade que você corra. Mas como suportar 3, 4, 5 horas correndo sem parar?

Há quem opte por ouvir música, o que funciona bem no asfalto, mas não é muito recomendado quando você corre em trilha no meio do mato. Outra estratégia é estabelecer marcos por hora ou quilometragem, que vão funcionar como pequenas vitórias no percurso.

A minha técnica é focar no presente e entender a corrida como uma espécie de meditação. Quando a mente começa a distrair e pensar no trabalho, na roupa pra lavar ou qualquer outro assunto que me desperte senso de urgência, eu foco na respiração, na passada, na natureza ao redor. E lembro que estou ali pra me divertir.

O que funciona pra você?

>>> Leia também o depoimento da corredora Ana Paula Martins Flores: “a corrida me ensina a não desistir”

Quanto tempo de treino eu preciso para virar maratonista?

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo