Duas crianças de um ano estão entre os novos casos de gripe A em Blumenau

Ao todo, cinco pacientes foram diagnosticados com a doença na cidade em 2018

Duas crianças de um ano estão entre os novos casos de gripe A em Blumenau

Ao todo, cinco pacientes foram diagnosticados com a doença na cidade em 2018

Redação

Por Renata Westphal

Duas crianças de um ano de idade estão entre os pacientes diagnosticados com gripe A neste ano em Blumenau. Na última atualização feita pela Vigilância Epidemiológica municipal, cinco casos de influenza A foram confirmados.

Além dos dois bebês, uma pessoa de 40 anos e outra de 52 anos tiveram o vírus H1N1. Há também uma moradora de Rodeio, com 68 anos que ficou internada na cidade, diagnosticada com H3N2.

As duas crianças que contraíram o vírus frequentam a mesma creche privada, no distrito do Garcia. O nome do estabelecimento não foi divulgado.

Segundo a assessoria de comunicação da Secretaria de Promoção de Saúde, todos os pacientes já receberam alta do hospital e estão com o quadro de saúde estável. A creche foi visitada e os profissionais foram orientados para evitar que mais pessoas contraiam o vírus.

De acordo com a Diretoria de Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina (Dive-SC), desde o início do ano, 35 casos já foram confirmados com influenza A e três óbitos foram registrados por infecção de H1N1 e H3N2, em todo o estado.

No ano passado, Blumenau teve 21 casos confirmados de H3N2, com o óbito de um paciente de 35 anos, que apresentava, além da gripe, outros problemas de saúde.

Campanha de vacinação

A 20ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza ocorre até o dia 1º de junho. Nesta semana, os sete AGs que fazem a vacinação atenderão até as 21h.

A campanha deste ano tem como público-alvo pessoas com mais de 60 anos; crianças maiores de 6 meses e menores de 5 anos; gestantes; puérperas (até 45 dias após o parto); trabalhadores da saúde; professores das redes pública e privada; povos indígenas; adolescentes acima de 12 anos sob medidas socioeducativas; população privada de liberdade; e funcionários do sistema prisional.

A vacina é contraindicada para crianças menores de 6 meses e cidadãos com histórico de reação alérgica grave à proteína do ovo. Quem for receber a vacina deve apresentar a caderneta para registro da aplicação e verificação de vacinas em atraso.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo