Escolas particulares de Blumenau se preparam para retornar com atividades presenciais na próxima semana

Saiba como as unidades têm feito e se adaptado para receber os estudantes

Escolas particulares de Blumenau se preparam para retornar com atividades presenciais na próxima semana

Saiba como as unidades têm feito e se adaptado para receber os estudantes

Raquel Piske

Com autonomia dada pelo município para gerir o seu retorno, escolas privadas de Blumenau têm se preparado para retornar às aulas presenciais. Saiba como irá funcionar em algumas destas instituições. Todos os colégios que o jornal O Município conversou iniciam o seu retorno gradativo nesta segunda-feira, 26. 

A Escola Barão irá iniciar as atividades presenciais com as turmas da 3ª série do Ensino Médio, 9º ano, 5º ano e Infantil V. A cada semana novos grupos irão retornando. Mas a escola esclarece que o retorno não é obrigatório, as aulas continuaram a ser oferecidas para aqueles que optarem por não retornar neste ano. 

Para a volta, segundo a Escola Barão, serão seguidas todas as orientações do Plano de Contingência, com a limitação de ocupação de espaços e implantação das medidas necessárias de prevenção. Somente os estudantes e colaboradores poderão entrar na escola, após passarem por aferição de temperatura, higienização de mãos e dos calçados em tapete sanitizante. A higienização dos espaços será intensificada e o Núcleo de Saúde e Prevenção da escola trabalhará  na orientação de todas as práticas e no monitoramento destas ações. “Será uma volta às aulas muito diferente do cenário habitual, mas faremos o possível para acolher os nossos estudantes de uma forma agradável e com segurança”.

O Colégio Sagrada Família vem trabalhando em concordância com todos os protocolos e diretrizes de retorno. Na segunda-feira vão para a escola somente os estudantes que as famílias deram a devida autorização e as últimas turmas de cada etapa de ensino, terceiro ano do ensino médio, 9º ano, 4º ano e Infantil 5. A cada semana, novas turmas com maior idade serão acolhidas de forma gradual e, diante da necessidade espacial, escalonada.

Segundo a coordenadora pedagógica do colégio, Juliana Floriani, foi composta uma Comissão Escolar, realizado o envio do Termo de Ciência e Responsabilidade, além disso, os colaboradores passaram por capacitação em suas áreas para a volta às aulas presenciais ocorrer com a devida organização.

Ela conta que as famílias receberam uma carta com orientações para  retorno às aulas presenciais, o termo de compromisso que deve ser preenchido pelos pais ou responsáveis e ainda os Protocolos de Retorno às Aulas Presenciais dos Pais ou Responsáveis e Alunos do Colégio.

De acordo com Juliana, dependendo do cenário de risco potencial da região, preocupados com a saúde e bem-estar da comunidade escolar, as atividades podem voltar a ser somente de forma remota a qualquer momento. “Toda a nossa equipe está devidamente preparada para o acolhimento dos alunos, tanto no que diz respeito às reorganizações do espaço físico do Colégio, como também nas estratégias pedagógicas e operacionais que serão adotadas a partir de tal retorno”.

O Colégio Bom Jesus, unidade Santo Antônio retoma no dia 26 de outubro com as turmas da 3ª série do ensino médio, do 5º e 9º anos do Ensino Fundamental e também do nível D, que são as últimas séries de cada segmento pedagógico. A cada semana retornam mais séries, até completar todas as que a escola oferece.

“As turmas foram divididas em A e B, por ordem alfabética, para que se cumpra o distanciamento social de 1,5 metro em cada sala, sendo que a cada semana um grupo assistirá às aulas presencialmente enquanto o outro as acompanhará de casa”, explica o gestor da unidade Glauco Foltran. 

Segundo ele, os professores e funcionários em grupo de risco ficarão em casa. Para a hora do recreio, a escola usará o sistema de “bolhas”, em que cada turma terá um local específico para ficar nesse intervalo, sem interagir com outras turmas, pois, em caso de suspeita de aluno infectado, somente a turma dele ficaria isolada em aulas remotas. 

O gestor conta que a escola está equipada com todos os EPIs necessários, os funcionários passaram por treinamento e foi feitas sinalizações de seguranças requeridas. A escola também investiu em tecnologia e adequação das salas para a transmissão das aulas em tempo real para os alunos que estiverem em casa, chamado sistema híbrido.


Quer receber notícias diretamente no seu celular? Clique aqui e entre no grupo de WhatsApp do jornal

Prefere ficar bem informado pelo Telegram? O jornal tem um canal de notícias lá. Clique aqui para participar

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo