Estado de Greve: servidores municipais de Blumenau protestam contra aposentadoria e salário

Assembleia foi realizada na tarde desta quinta-feira

Estado de Greve: servidores municipais de Blumenau protestam contra aposentadoria e salário

Assembleia foi realizada na tarde desta quinta-feira

Redação

Os servidores municipais de Blumenau decretaram Estado de Greve durante a Assembleia Geral Extraordinária desta quinta-feira, 18. Realizada em frente à Câmara de Vereadores, durante uma manifestação na rua das Palmeiras, mais de 1 mil trabalhadores votaram a favor da medida.

O protesto foi organizado após o Sindicato Único dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal de Blumenau (Sintraseb) afirmar não receber resposta do governo municipal quanto à negociação coletiva referente à data-base da categoria e o congelamento dos salários.

Leia também: Idosa é atropelada durante manifestação em frente à Câmara de Vereadores de Blumenau

Outro motivo foi o projeto de Reforma da Previdência de Blumenau, encaminhado ao legislativo municipal sem debate com a categoria. “Diferente do que vem falando o prefeito, a Emenda Constitucional 103 (Reforma da Previdência federal) não determina que os municípios tenham que adequar a idade mínima para aposentadoria voluntária em 62 anos para as mulheres e 65 anos para os homens, conforme a regra federal. Ela apenas determina que os municípios devam definir a idade mínima para aposentadoria na Lei Orgânica do Município, hoje definido na lei Complementar 308/2000”.

Uma audiência pública com os servidores foi marcada pela Câmara de Vereadores de Blumenau após um requerimento do vereador Adriano Pereira (PT). Os trabalhadores estarão no plenário na próxima quarta-feira, dia 24.

Na tarde seguinte, uma nova reunião de representantes do sindicato será feita para decidir se a greve será deflagrada e organizar os próximos passos do movimento.

Auditoria do Issblu

Além do Estado de Greve, a assembleia também aprovou, por unanimidade, a contratação de uma auditoria para verificar a real situação das contas do Issblu, o Instituto de Seguridade Social dos Servidores Municipais de Blumenau

O aumento do déficit atuarial existente, atualmente em cerca de R$ 3,2 bilhões, também deverá ser investigado.


Receba notícias direto no celular entrando nos grupos de O Município Blumenau. Clique na opção preferida:

WhatsApp | Telegram


• Aproveite e inscreva-se no canal do YouTube

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo