Everton Balbinott tem exame psicológico negado pela justiça

Ele é acusado de assassinar ex-namorada, Bianca Wachholz, com um tiro no rosto

Everton Balbinott tem exame psicológico negado pela justiça

Ele é acusado de assassinar ex-namorada, Bianca Wachholz, com um tiro no rosto

Alice Kienen

O pedido da defesa de Everton Balbinott de realizar uma avaliação de higidez mental foi negado pela 1ª Vara Criminal de Blumenau. Ele é acusado de matar a ex-namorada, a designer Bianca Wachholz.

O feminicídio aconteceu em julho do ano passado, quando Balbinott deu um tiro um rosto de Bianca. Para entrar na casa, chegou a pular o muro e, diante da mãe da vítima, disparou. Em setembro, Balbinott já havia alegado que tivera um “surto” e que não tinha a intenção de matar.

A intenção da defesa de Balbinott era comprovar que ele passava por distúrbios psicológicos na época do acontecido e que, portanto, não poderia ser responsabilizado pelo crime. Porém, de acordo com a decisão judicial, não há motivo para realizar o exame.

“Primeiro, porque fazer terapia com psicólogo não significa, necessariamente, sofrer de qualquer perturbação da saúde mental. Segundo, porque a defesa não apresentou nenhuma prova do alegado”, decretou o juiz Juliano Rafael Bogo.

Acusações

Everton Balbinott de Souza é acusado pelo Ministério Público de feminicídio, com três agravantes: motivo fútil, sem dar chance de defesa à mulher e diante da mãe dela. Ele também responde pelo crime de ameaça. Caso venha a ser condenado pelo tribunal do júri, a pena dele pode chegar a 40 anos de prisão.

 

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo