Governador eleito apresenta estrutura de governo e primeiros secretários

Governo de Carlos Moisés da Silva terá redução no número de pastas

Governador eleito apresenta estrutura de governo e primeiros secretários

Governo de Carlos Moisés da Silva terá redução no número de pastas

Redação

O governador eleito de Santa Catarina, Carlos Moisés da Silva (PSL), apresentou na tarde desta segunda-feira, 3, a estrutura que definiu para governar o Estado a partir de 2019, assim como o nome de seus primeiros secretários escolhidos.

No evento, em Florianópolis, Moisés anunciou a redução no número de secretarias, quais devem permanecer, quais serão extintas e as que terão suas atribuições incorporadas a outras secretarias.

Inicialmente, o governador eleito confirmou a extinção de todas as Agências de Desenvolvimento Regional (ADRs), uma das suas promessas de campanha.

Segundo informou Moisés no anúncio que foi transmitido ao vivo em sua página no Facebook, profissionais que tratam dos contratos existentes, que estão sendo tocados pelas ADRs, serão realocados para outras secretarias, para darem continuidade aos trabalhos.

O governador anunciou sua reforma administrativa, que terá 10 secretarias principais, em vez das 16 atuais. São elas: Fazenda, Administração Prisional, Administração, Educação, Segurança Pública, Saúde, Agricultura e Pesca, Infraestrutura e Mobilidade, Desenvolvimento Sustentável e Desenvolvimento Social.

Também terão status de secretaria principal a Casa Civil, a Controladoria-geral e a Procuradoria-geral.

Durante o anúncio, o governo anunciou que irá priorizar, na lotação de servidores, as chamadas atividade-fim, ou seja, as que propõe atendimento direto à população.

O governo acredita que há hoje muitos servidores lotados em atividades administrativas, o que não é condizente com as necessidades do estado.

Inovação na segurança

O governador inovou na forma de tratar o comando da Secretaria de Segurança Pública. Moisés estabeleceu que não haverá um secretário único, mas um conselho formado pelo IGP, Polícia Civil, Polícia Militar e Corpo de Bombeiros. A ideia é que o representante de cada um deles ocupe a presidência do conselho por um ano.

Primeiros secretários
Foram anunciados os primeiros nomes do primeiro escalão do governo Moisés. Dois desses nomes já atuam nas pastas, no governo Eduardo Pinho Moreira (MDB).

Tratam-se do secretário da Fazenda, Paulo Eli, e de Leandro Lima, que estará à frente da Secretaria de Administração Prisional. Lima é hoje secretário de Justiça e Cidadania, pasta que será extinta.

Os dois novos nomes anunciados são Jorge Eduardo Tasca, na Secretaria de Administração, e Helton de Souza Severino, na Secretaria de Saúde. Ambos são militares.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo