Homem de 41 anos é preso por mostrar partes íntimas na frente de escola, em Blumenau

Caso ocorreu na escola Adelaide Stark, no bairro Itoupava Norte

Homem de 41 anos é preso por mostrar partes íntimas na frente de escola, em Blumenau

Caso ocorreu na escola Adelaide Stark, no bairro Itoupava Norte

Redação

Um homem de 41 anos foi preso pela Polícia Civil na tarde desta terça-feira, 10, por atos libidinosos na frente da Escola Adelaide Stark, bairro Itoupava Norte. Dentro de um veículo estacionado próximo da unidade escolar, ele exibia partes íntimas e se masturbava.

Duas crianças de 11 anos, além de uma professora, foram vítimas do exibicionista. Segundo informações da escola, não foi a primeira vez que o ato ocorreu. Ele foi detido e encaminhado à delegacia. A diretora da escola prestou o depoimento aos policiais.

Investigação e prisão

A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Proteção à Criança, Mulher, Adolescente e Idoso (Dpcami), prendeu o criminoso em flagrante. Na última semana, uma mãe registrou que sua filha de 11 anos foi abordada por um homem conduzindo um Peugeot 307 vermelho, próximo à escola.

O homem chamou a atenção da criança, abriu a porta do veículo e estava se masturbando com a intenção que a criança o visse. Com base nessas informações, a equipe de investigação já identificou o autor no fim do dia desta segunda-feira, 9.

Já nesta terça, por volta de meio-dia, a Dpcami recebeu a notícia de que um homem com as mesmas características e veículo teria abordado outra criança na mesma região, realizando o mesmo tipo de ato. Diante da nova ocorrência e informações coletadas, tanto as guarnições da Polícia Militar e equipe da Dpcami foram ao local do fato.

Uma das equipes da Dpcami fez a abordagem e a prisão do suspeito ainda conduzindo o veículo utilizado nos delitos. Durante a alão, o suspeito permitiu acesso ao seu celular, no qual foi possível encontrar vídeo pornográfico de uma criança.

Em razão disso, ele foi autuado em flagrante pelos delitos de importunação sexual e armazenamento de vídeos de conteúdo pornográfico infanto-juvenil. Em interrogatório o suspeito admitiu as condutas que lhe são imputados e afirmou que há cerca de cinco anos pratica o crime, recordando-se de pelo menos 10 crianças que abordou.

A Dpcami recomenda que os responsáveis legais por crianças residentes ou que estudem na região conversem com seus filhos sobre o ocorrido. Caso sejam identificadas novas vítimas, que procurem a delegacia para atendimento.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo