Homem que esfaqueou Jair Bolsonaro já trabalhou na região

Adélio Bispo dos Santos foi servente de pedreiro em Balneário Camboriú

Homem que esfaqueou Jair Bolsonaro já trabalhou na região

Adélio Bispo dos Santos foi servente de pedreiro em Balneário Camboriú

Redação

Adélio Bispo dos Santos, 40 anos, que esfaqueou o candidato a presidente Jair Bolsonaro (PSL) nesta quinta-feira, 6, já trabalhou em Balneário Camboriú.

Segundo o jornal O Globo, ele foi servente de pedreiro em obra da FJA Construtora. Ele foi demitido em 2015 e hoje move ação trabalhista contra a empresa.

O candidato foi submetido nesta sexta-feira, 7, a uma série de exames no Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo, onde chegou no meio da manhã, procedente de Juiz de Fora (MG). Segundo boletim médico divulgado à tarde, ele encontra-se consciente e “em boas condições clínicas”.

A equipe médica do hospital em São Paulo informou que está dando continuidade ao tratamento iniciado na cidade mineira, onde Bolsonaro foi atingido por uma facada durante ato de campanha, na última quinta-feira. Após passar por avaliações e ser submetido a uma cirurgia para estancar hemorragia interna, o candidato foi levado para a capital paulista.

“O paciente está internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) onde realizou exames laboratoriais e de imagens e foi avaliado por equipe multiprofissional”, diz o boletim. O cirurgião Antônio Luiz Macedo e o clínico e cardiologista Leandro Santini Echenique fazem parte da equipe médica responsável pelo paciente.

Violência 
Na tarde de quinta-feira, o candidato recebeu uma facada no abdômen em meio ao tumulto que se formou em volta dele no ato político. Durante a operação, Bolsonaro teve o intestino delgado costurado e parte do intestino grosso retirada. Ele também foi submetido a uma colostomia e, em até dois meses, terá de ser operado novamente.

O autor do ataque a Bolsonaro, Adélio Bispo de Oliveira, foi preso pela Polícia Militar, em Juiz de Fora. A Polícia Federal, responsável pela segurança do candidato, abriu inquérito para investigar o caso.

Com informações da Agência Brasil

Veja também

PM prende homem por agredir a própria mãe e incendiar casa da família

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio