Indaialense faz sucesso no YouTube ensinando professores a usarem plataformas digitais durante a pandemia

Professora de informática percebeu dificuldade de outros educadores durante ensino remoto

Indaialense faz sucesso no YouTube ensinando professores a usarem plataformas digitais durante a pandemia

Professora de informática percebeu dificuldade de outros educadores durante ensino remoto

Alice Kienen

O início das aulas remotas durante a pandemia certamente foi um grande desafio para os estudantes e suas famílias. Porém, tem sido ainda mais para os educadores. Nem todos estavam familiarizados com as plataformas e tinham conhecimento sobre as novas tecnologias.

Foi percebendo essa necessidade de compartilhar seus conhecimentos que a professora de informática de Indaial Silvia Machado começou a publicar vídeos no YouTube. Os conteúdos ensinam a criar jogos interativos, a usar plataformas digitais e traz dicas para as aulas.

Com apenas nove meses, o canal já acumula mais de 43,2 mil inscritos e quase 1 milhão de visualizações. O sucesso foi tanto, que o trabalho de Silvia foi notado pela prefeitura, que a contratou para atuar como coordenadora de informática na Secretaria de Educação do município.

Servidora municipal há 17 anos, a professora está na área da informática há 15. Até o mês passado, ela atuava na escola Professora Maria Helena Trentini Machado, no bairro Warnow. Professora essa que, inclusive, era sua mãe.

Nas escolas, a professora só tinha contato com as câmeras na hora de fazer vídeos dos alunos em datas comemorativas. Porém, nunca havia se gravado. “É um aprendizado diário. Continuo gravando só com o celular. Mas se antes só apoiava onde dava, hoje pelo menos tenho um tripé”, brinca.

Silvia nunca se imaginou como uma youtuber. Ela sempre esteve do outro lado da tela, consumindo vídeos que ensinavam a fazer algo que ela não sabia. “Se um computador dava problema e eu não conseguia resolver, era lá que procurava. Então logo percebi que muita gente buscava sobre o assunto e resolvi começar o canal”, conta.

A divulgação dos vídeos começou de forma tímida, entre os colegas indaialenses. Em seguida, ela os compartilhou em grupos voltados especificamente para aulas remotas e educação na pandemia. O crescimento foi orgânico, com os professores compartilhando o conteúdo entre si.

“Ganhar dinheiro com o canal nunca foi meu objetivo, simplesmente aconteceu. Ninguém acreditava que chegaria nesse ponto. Com o tempo, o próprio YouTube passou a me recomendar vídeos de como crescer produzindo vídeos e aprendi mais”, lembra.

A maior parte dos vídeos são pensados e produzidos a partir da experiência da professora. Porém, com a disseminação do conteúdo, alguns seguidores sugerem ideias a partir das necessidades deles.

“Esse é um dos motivos pelos quais os vídeos dão trabalho. Muitas ferramentas eu mesma preciso aprender a usar. Mas é muito legal receber mensagens de todos os lugares do Brasil. Eles comentam o quanto conseguiram transformar as aulas e planejar elas melhor. Isso é o mais gratificante”, comemora.

Com a visibilidade, Silvia já recebeu propostas de empresas para divulgar as plataformas que produzem. Porém, ela não abre mão de trabalhar apenas com ferramentas acessíveis a todos.

Mesmo com o fim da pandemia, ela acredita que o ensino deve permanecer híbrido. É uma realidade já percebida em grandes universidades, que percebem que as mensalidades podem ser mais democráticas com as aulas online.

Confira um vídeo da Professora Silvia


Receba notícias direto no celular entrando nos grupos de O Município Blumenau. Clique na opção preferida:

WhatsApp | Telegram


• Aproveite e inscreva-se no canal do YouTube

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo