Investigação do acidente envolvendo João Pizzolatti é interrompida até o dia 8 de janeiro

Todos os inquéritos das Delegacias estarão interrompidos até a volta do recesso policial

Investigação do acidente envolvendo João Pizzolatti é interrompida até o dia 8 de janeiro

Todos os inquéritos das Delegacias estarão interrompidos até a volta do recesso policial

Bianca Bertoli

As investigações do inquérito que o ex-deputado João Pizzolatti terá que responder pelo envolvimento no grave acidente de trânsito na rodovia que liga Blumenau a Pomerode não avançarão até o dia 8 de janeiro. A apuração deste e de outros processos em andamento nas delegacias da cidade ficará parada por causa do recesso da Polícia Civil e Operação Veraneio.

Alguns policiais estão divididos em 34 cidades do litoral catarinense para auxiliar na Operação. É o caso do delegado que ficou responsável pelo inquérito do acidente envolvendo o ex-deputado. Douglas Teixeira Barroco estará em Piçarras até o dia 18 de janeiro, mas no dia 8 o delegado titular da 2ª Delegacia de Polícia, Lucas Gomes de Almeida, volta do recesso e assume as investigações.

Até segunda-feira, dia 8, apenas a Central de Polícia e a Delegacia de Proteção à Mulher, à Criança e ao Adolescente de Blumenau funcionarão em regime de plantão. Até lá, todos os inquéritos da cidade estarão parados.

Em algumas cidades litorâneas o número de habitantes durante o verão chega a ser três vezes maior, como acontece com Balneário Camboriú. Por isso, policiais do interior do estado são realocados para aumentar a segurança nesses locais.

Policiais realocados
Em Blumenau, 45 policiais militares trabalham fora do município até o dia 24 de janeiro. Depois, outros agentes participarão da operação até terminar a temporada. A reportagem tenta contato com a Polícia Civil de Blumenau desde a manhã de terça-feira, 26, para saber quantos policiais participam da ação, mas até o fechamento deste texto não obteve resposta.

Caso Pizzolatti 
Neste domingo, 24, o programa fantástico, da rede Globo, revelou que o ex-deputado somou 222 pontos em infrações de trânsito nos últimos três anos. Eles estava dirigindo sem a carteira de habilitação, que teria vencido em agosto. Neste ano o deputado foi multado por dirigir na contramão e alcoolizado. Veja a reportagem completa:

LEIA TAMBÉM
João Pizzolatti vai arcar com despesas iniciais de família envolvida em acidente de trânsito

Polícia Rodoviária diz que foi ao hospital dar voz de prisão a João Pizzolatti, mas ele havia sumido

 

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio