Jovem morre após tentativa de aborto em Itapema

Namorado e outro homem foram presos por suspeita de participação no caso

Jovem morre após tentativa de aborto em Itapema

Namorado e outro homem foram presos por suspeita de participação no caso

Redação

Caroline Mele Machado Duo, 23 anos, morreu nesta quarta-feira, 21, em Itapema. Segundo informações da Polícia Militar e da perícia do Instituto Geral de Perícias (IGP), suspeita-se que ela tentava abortar.

Em Itapema, a PM foi chamada por volta de 19h30 desta quarta, na servidão José de Oliveira. Inicialmente, tratava-se de uma ocorrência de cadáver localizado no último conjunto de quitinetes da via.

No local, os policiais encontraram Caroline já morta. O Samu havia constatado o falecimento. De acordo com a PM, ela estava na 26ª semana de gravidez (seis meses e meio).

Segundo a polícia, estavam também na residência o locatário de 56 anos e o namorado de Caroline, de 26 anos. Os dois tentaram explicar a situação, mas se contradisseram.

O companheiro relatou à PM que ele e a namorada foram visitar o locatário. No início da noite, quando Caroline foi tomar banho, estranharam a demora dela e foram verificar. Segundo a versão dele, encontraram ela desmaiada dentro do box do chuveiro, com um sangramento vaginal.

Depois que a encontraram, os dois a levaram para o quarto e sobre a cama tentaram reanimá-la, sem sucesso. Segundo a PM, o locatário estava muito preocupado com a situação e a todo momento colocava as mãos sobre a cabeça.

Ele relatou que ajudou o namorado a levar Caroline para o quarto e iniciou manobras de reanimação cardio pulmonar, sendo que após acionou o Samu. De acordo com a polícia, no quarto havia materiais cirúrgicos, e uma garrafa de refrigerante com forte odor de acetona.

Segundo a Polícia Militar, as declarações dos dois continham contradições com relação ao banheiro. Ambos relataram que o sangramento vaginal havia formado uma poça de sangue no chão do box, no entanto, o local estava limpo e com odor de produto de limpeza.

Diante de muitas suspeitas e evidências sobre a morte da jovem, a polícia isolou o local, separou os envolvidos e acionou a Polícia Civil. O delegado Danilo Bandeira acionou o IGP.

Os peritos avaliaram o local e encontraram equipamentos cirúrgicos, produtos químicos, medicamentos com suspeitas de uso abortivo e uma máquina artesanal que leva a crer ser uma bomba de sucção.

Os dois foram presos em flagrante diante dos indícios de que tiveram participação na morte de Caroline.

OMS acredita que proibição aumenta casos de procedimentos inseguros
Dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) revelaram que cerca de 25 milhões de abortos inseguros ocorreram anualmente entre 2010 e 2014 no mundo, principalmente na América Latina, Ásia e África.

“Crescentes esforços são necessários, especialmente nas regiões em desenvolvimento, para garantir acesso à contracepção e ao aborto seguro”, disse Bela Ganatra, pesquisadora que liderou o estudo e que também é cientista do Departamento de Saúde Reprodutiva e Pesquisa da OMS.

De acordo com a Organização, são altos os índices de mortes registrados em circunstâncias de abortos pouco seguros. As complicações podem ser aborto incompleto (falha em remover todo tecido de gravidez do útero), hemorragia, ferimentos vaginais, cervicais e uterinos, e infecções.

“Quando mulheres e meninas não podem acessar serviços eficientes de contracepção e aborto seguro, há sérias consequências para sua própria saúde e de suas famílias. Isso não deve acontecer. Mas apesar dos recentes avanços em tecnologia e evidências, muitos abortos inseguros ainda ocorrem, e muitas mulheres continuam a sofrer e a morrer”, explicou Ganatra.

 

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio