Justiça cancela audiência de João Pizzolatti prevista para esta terça

Ex-deputado teve liminar negada pelo Tribunal de Justiça e continua preso em Blumenau

Justiça cancela audiência de João Pizzolatti prevista para esta terça

Ex-deputado teve liminar negada pelo Tribunal de Justiça e continua preso em Blumenau

Redação

Prevista para ocorrer nesta terça-feira, 4, a audiência judicial em que o ex-deputado federal João Pizzolatti (PP) prestaria depoimento sobre a acusação de tentativa de homicídio em um acidente de trânsito foi cancelada. Isso porque uma das testemunhas, residente em Balneário Camboriú, ainda não foi ouvida pela Justiça.

A audiência só será reagendada após concluído o depoimento que está faltando. Enquanto isso Pizzolatti permanece no Presídio Regional de Blumenau em prisão preventiva. Ele está em custódia desde o dia 17 de maio porque desobedeceu a ordem judicial de não conduzir veículos automotores enquanto corre o processo.

Ainda em maio, o ex-parlamentar teve negado um pedido de liminar em habeas corpus apresentado ao Tribunal de Justiça de Santa Catarina. Segundo o desembargador que relatou o pedido, Júlio César Ferreira de Melo, “o descumprimento de decisão judicial que impôs medida cautelar de suspensão do direito de dirigir assume expressão relevante e absolutamente suficiente para a evolução da abordagem jurídico-processual para a medida mais gravosa, que é a segregação de liberdade”.

O mérito do habeas corpus ainda será julgado pelo colegiado da Terceira Câmara Criminal do tribunal, em data ainda indefinida.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo