Justiça marca primeira audiência sobre o assassinato de Bianca Wachholz

Processo avança menos de dois meses após o crime, cometido pelo ex-namorado da vítima

Justiça marca primeira audiência sobre o assassinato de Bianca Wachholz

Processo avança menos de dois meses após o crime, cometido pelo ex-namorado da vítima

Evandro de Assis

O juiz da 1ª Vara Criminal de Blumenau, Juliano Rafael Bogo, agendou para o próximo dia 18 de setembro, às 14h, a primeira audiência do processo sobre o assassinato de Bianca Wachholz, 29 anos. O ex-namorado dela e autor confesso do crime, Éverton Balbinott, 31, está preso no Presídio Regional de Blumenau.

A audiência de instrução e julgamento vai ocorrer menos de dois meses após o feminicídio. Ela vai servir para ouvir as testemunhas e também para encaminhar os próximos passos do processo, que deve terminar em uma sessão do tribunal do júri.

No dia 25 de julho, Bianca foi morta com um tiro no rosto dentro da casa da mãe dela, na Itoupava Central. Poucas horas antes, ela enviou um áudio a um amigo do casal relatando que Balbinott havia apontado uma arma para ela na noite anterior.

O ex-namorado não aceitava o fim da relação. Quando se entregou à Polícia Civil, ele disse à reportagem: “Fiz e vou pagar”.

Defesa de Éverton Balbinott

Na defesa prévia, entregue quarta-feira, 29, ao juiz do processo, os advogados de Éverton Balbinott afirmam que “a realidade da apuração dos fatos depende de mais esclarecimentos para se aquilatar o verdadeiro grau de participação do réu no evento, o que certamente só será esclarecido quando da realização da audiência de instrução e julgamento”.

Mais notícias de Blumenau e região

Documentário relata luta de atleta blumenauense contra doença autoimune

Novas desapropriações devem destravar pontos críticos da duplicação da BR-470

Polícia Civil fecha casas noturnas nas ruas Sete e Antônio da Veiga

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo