Justiça nega novo pedido de exame de sanidade mental de Everton Balbinott

Justiça afirma que não há indício mínimo de que o acusado sofra de perturbações de saúde mental

Justiça nega novo pedido de exame de sanidade mental de Everton Balbinott

Justiça afirma que não há indício mínimo de que o acusado sofra de perturbações de saúde mental

Cristóvão Vieira

Um novo pedido de exame de sanidade mental da defesa de Everton Balbinott de Souza, acusado do assassinato de Bianca Wachholz, foi negado pela 1ª Vara Criminal. O juíz Juliano Rafael Bogo afirmou que, embora o exame tenha sido solicitado, novamente não foi apresentado qualquer indício mínimo de que o acusado sofra de perturbação mental.

Bogo explica ainda, na ação penal, que há uma insistência em afirmar que, na época do assassinato de Bianca, Everton frequentava uma psicóloga. Contudo, o juiz afirma que não há indicativos desta alegação, como por exemplo declaração de atendimento, comprovante de pagamentos das sessões ou outros documentos que colaborariam com esta versão.

O juiz ainda determina que frequentar sessões com psicólogo não significa, por si só, que o indivíduo sofra distúrbios mentais.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo