Justiça nega recurso do Google que pedia retirada de entrevista de Luciano Hang do Youtube

Segundo o Google, conteúdo publicado no YouTube violou termos de uso da plataforma

Justiça nega recurso do Google que pedia retirada de entrevista de Luciano Hang do Youtube

Segundo o Google, conteúdo publicado no YouTube violou termos de uso da plataforma

Cristóvão Vieira

O desembargador Raulino Jacó Brüning, do Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJ-SC), negou recurso do Google – proprietário da plataforma de vídeos Youtube – que pedia a remoção da entrevista concedida pelo empresário brusquense Luciano Hang ao programa Direto ao Ponto, da Rádio Jovem Pan.

Nesta entrevista, o empresário dono da rede de lojas Havan emitiu sua opinião sobre lockdown e a atuação da empresa durante a pandemia.

No dia 27 de maio, o juiz Gilberto Gomes de Oliveira Junior, da Vara Cível da Comarca de Brusque, já havia determinado a republicação da entrevista do empresário no canal do YouTube. Na decisão, o juiz definiu a exclusão como censura.

“Vivemos em um país democrático, onde cada opinião de um cidadão tem valor para continuarmos a mudar o nosso Brasil”, disse o empresário após a decisão.

A entrevista foi concedida pelo empresário em 29 de março e a publicação contava com mais de 2,5 milhões de visualizações quando foi retirada da plataforma, no dia 21 de maio.

O que diz o Google

De acordo com o Google, o conteúdo publicado no YouTube violou os termos de uso da plataforma. A Jovem Pan, responsável pela divulgação, também foi notificada pela empresa.


Receba notícias direto no celular entrando nos grupos de O Município Blumenau. Clique na opção preferida:

WhatsApp | Telegram


• Aproveite e inscreva-se no canal do YouTube

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo