Licitação para Centro de Convenções em Blumenau recebe quatro propostas

Edital foi aberto para readequar projeto original, mudando obra de endereço

Licitação para Centro de Convenções em Blumenau recebe quatro propostas

Edital foi aberto para readequar projeto original, mudando obra de endereço

Jotaan Silva

Quatro empresas se candidataram para adequarem o projeto do Centro de Convenções de Blumenau em um novo endereço. Anteriormente previsto para ser construído no Setor 3 do Parque Vila Germânica, a ideia do executivo blumenauense, agora, é erguê-lo no outro lado da rua Humberto de Campos, ao lado do Galegão.

A Secretaria de Turismo, apresentou há algumas semanas para as entidades empresariais, as explicações que resultaram na alteração de local. Para eles, a construção no Setor 3 traria diversos prejuízos operacionais para futuros eventos, entre eles a Oktoberfest. Além disso, a execução da obra, entre 10 a 12 meses, também influenciaria na perda de espaço do Parque Vila Germânica.

“Reforçamos que esta decisão foi tomada com estudo aprofundado, levando em consideração todos os aspectos da construção deste equipamento tão importante para o futuro de Blumenau e do calendário de eventos já existente no Parque Vila Germânica”, destaca a apresentação divulgada aos empresários.

Por conta disso, foi lançado o edital no dia 13 de fevereiro, para escolher a empresa que fará a readequação do projeto, já em novo endereço. A expectativa era que os envelopes fossem abertos na quinta-feira, 20, porém, por questionamentos feitos pelas empresas que participam da disputa, a avaliação das propostas será realizada em uma nova data, ainda não marcada.

Repasse do governo do estado

O Centro de Convenções em Blumenau será construído com repasse do governo do estado. Em setembro do ano passado, o governador Carlos Moisés se comprometeu a encaminhar R$ 28 milhões para a construção no setor 3 do Parque Vila Germânica.

Com a alteração de endereço, o executivo blumenauense terá que enviar o novo projeto à Agência de Desenvolvimento e Turismo de SC (Santur). Em seguida, a Casa Civil, analisa o projeto para liberar os recursos.

Segundo a assessoria da Casa Civil do estado, os recursos devem ser mantidos, já que o governo estadual não terá custo extra para fazer o projeto. Mas apenas após as adequações encaminhadas a Santur é que uma posição mais detalhada poderá ser divulgada.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo