Mãe de bebê que morreu espancado em Indaial é condenada por homicídio

Menino tinha apenas um mês e seis dias

Mãe de bebê que morreu espancado em Indaial é condenada por homicídio

Menino tinha apenas um mês e seis dias

Redação

A mãe do bebê de um mês e seis dias que morreu espancado em outubro de 2020 foi condenada nessa quinta-feira, 29. O tribunal do júri de Indaial sentenciou ela a 18 anos e 8 meses de reclusão, no regime fechado.

De acordo com o Tribunal de Justiça, a mulher sempre negou ter envolvimento da morte do filho. Segundo a defesa dela, ela sofria de depressão por parto. Na tese dos advogados, se ela fez algo teria sido por influência do puerpério. Eles tentaram desclassificar o crime para infanticídio, mas não tiveram sucesso.

Todas as sete juradas eram mulheres. A ré, que não teve a identidade divulgada por conta de o processo tramitar em sigilo, foi condenada por homicídio qualificado, por conta do uso de meio cruel e por a vítima ser menor de 14 anos.

A condenada tem direito a recorrer da decisão, mas segue presa preventivamente até a sentença ser julgada. O júri foi presidido pela juíza Leila Mara da Silva.

Relembre o caso

A Polícia Militar foi acionada no Hospital Beatriz Ramos por volta das 11h30 do dia 23 de outubro de 2020, uma sexta-feira. Uma assistente social relatou aos policiais que por volta das 2h da madrugada os bombeiros atenderam o bebê, que chegou na unidade em estado grave.

O menino sofreu lesão no crânio e hemorragia interna abdominal. Por isso, ele foi encaminhado para o Hospital Santo Antônio, em Blumenau. O bebê não resistiu aos ferimentos e morreu por volta das 19h.

Desde o início a mãe era a principal suspeita do crime. A PM foi até a casa dela, no bairro Rio Morto. Mesmo negando as acusações, ela foi presa em flagrante. Na data, a avó da criança também foi encaminhada como testemunha.


Receba notícias direto no celular entrando nos grupos de O Município Blumenau. Clique na opção preferida:

WhatsApp | Telegram


• Aproveite e inscreva-se no canal do YouTube

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo