Manifestantes pró-Bolsonaro se reúnem em Blumenau

Depois da concentração na praça Victor Konder, grupo fez passeata pela rua XV de Novembro

Manifestantes pró-Bolsonaro se reúnem em Blumenau

Depois da concentração na praça Victor Konder, grupo fez passeata pela rua XV de Novembro

Bianca Bertoli

Na cidade onde o presidente Jair Bolsonaro (PSL) recebeu quase 84% dos votos válidos no segundo turno das eleições de 2018, centenas de pessoas foram às ruas neste domingo, 26, para manifestar apoio ao governo.

Blumenau foi uma das dezenas de cidades brasileiras que registraram atos pró-Bolsonaro. No município o manifesto foi em frente à prefeitura e terminou após uma passeata pela rua XV de Novembro. O início estava previsto para às 16h, mas uma hora antes quem passava pela Beira-Rio já conseguia ver grupos vestidos de verde e amarelo.

Sob palavras de apoio às pautas do governo, como a reestruturação dos ministérios, a Reforma da Previdência e o pacote anticrime do ministro da Justiça, Sérgio Moro, manifestantes balançaram bandeiras do Brasil e seguraram cartazes. Eles lotaram a praça Victor Konder.

Muitos cartazes foram distribuídos por Alfredo Seubert, coordenador do Instituto Verdade e Liberdade. Ele e alguns representantes da Direita Santa Catarina discursaram rapidamente em cima de um carro de som, que na maior parte do tempo tocou músicas com letras favoráveis ao presidente.

Bianca Bertoli

“Acreditamos que a força das ruas vai pressionar quem está lá dentro do Congresso. A manifestação hoje não é política, é a voz do povo. Estamos apoiando o nosso presidente”, declarou Seubert.

O deputado estadual Ricardo Alba, filiado ao partido de Bolsonaro, estava na multidão. Entre um cumprimento e outro, disse que participava do ato como um cidadão comum:

“Temos que dar força ao presidente para que as mudanças ocorram. As propostas de campanha do Bolsonaro têm de ser aprovadas. O Congresso deve estar alinhado ao presidente”, defendeu o parlamentar.

Apoio

O vigilante Valmir Gonçalves e a autônoma Lucilene Boni se esbarraram em frente à sinaleira da prefeitura. Ela, que levava dois cartazes, entregou um a Gonçalves. Ambos ergueram os papéis que pediam pela liberdade de Bolsonaro em governar.

“Chega de ditadura no Congresso. Estão impondo as coisas. Pessoal está lá para nos representar”, falou o vigilante em meio às buzinas dos carros que passavam pela Beira-Rio.

Bianca Bertoli

“Não estão deixando o homem trabalhar. Eles não podem esquecer que nós vamos lembrar de cada um na próxima eleição”, complementou Lucilene.

Depois de cerca de uma hora, os presentes desceram a rua XV de Novembro, dividindo espaço com veículos que passavam pela via.

Presidente Jair Bolsonaro fala sobre manifestações

O presidente Jair Bolsonaro afirmou neste domingo, 26, no Rio de Janeiro, que a população está indo às ruas para defender o futuro do país.

“Hoje, por coincidência, é um dia em que o povo está indo às ruas não para defender o presidente, um político ou quem quer que seja. Ele está indo para defender o futuro desta nação, uma manifestação espontânea com uma pauta definida, com respeito às leis e às instituições, mas com firme propósito de dar um recado àqueles que teimam, por velhas práticas, não deixar que esse povo se liberte”, disse durante um culto na Igreja Batista Atitude, na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo