Novo órgão da Defesa Civil em Blumenau vai apoiar municípios menores da região

Cigerd vai funcionar no Sesi, em Blumenau, mas pouco vai mudar o atendimento a desastres na cidade

Novo órgão da Defesa Civil em Blumenau vai apoiar municípios menores da região

Cigerd vai funcionar no Sesi, em Blumenau, mas pouco vai mudar o atendimento a desastres na cidade

Julia Schaefer

O primeiro Centro Integrado de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cigerd) do estado será inaugurado nesta quinta-feira, dia 8, às 19h, aqui em Blumenau. Anexa ao Sesi, na rua Itajaí, a estrutura contará com sala de reuniões, equipamentos, garagem, depósito, banheiro e cozinha.

Com este objetivo de se firmar como uma base de apoio em emergências, o Cigerd atenderá os municípios de Apiúna, Ascurra, Benedito Novo, Blumenau, Botuverá, Brusque, Doutor Pedrinho, Gaspar, Guabiruba, Indaial, Pomerode, Rodeio, Rio dos Cedros e Timbó.

O coordenador do Cigerd em Blumenau, Jakson Laurindo, diz que durante uma possível situação de crise nos municípios, o local será o ponto de encontro de autoridades de órgãos como o Corpo de Bombeiros, Polícia Militar e Civil, entre outros. Juntos, eles poderão gerenciar com agilidade e facilitar a comunicação entre as instituições.

“O nosso trabalho, principalmente, é atender aos municípios. A cidade que solicita alguma demanda, algum apoio. Além disso, também buscamos desenvolver a estruturação básica das defesas civis dos municípios de região”, explica.

Jakson conta que no estado, por exemplo, há um protocolo de conduta em situações de crise. A intenção é construir um modelo semelhante a este, mas focado na nossa região, trazendo informações que tornem o trabalho das instituições que protegem o cidadão mais rápido e conectado ao governo do estado.

“Nós fortalecemos na região é o trabalho do estado. Sabemos que o governo do município (Blumenau) sabe gerenciar as crises. Mas há muitos municípios que ainda carecem da presença do estado”, reitera.

Blumenau

No entanto, a instalação do órgão na cidade não tende a causar grandes alterações no sistema de precaução de riscos e desastres em Blumenau, já que possui equipamentos como o CEOPs, da Furb e AlertaBlu, que trazem informações detalhadas sobre as condições específicas da cidade. E o foco do Cigerd é atender municípios que não possuem toda essa estrutura.

“Para Blumenau, necessariamente, não ajudará muito. Mas é uma importante forma de o Estado estar mais próximo dos municípios, principalmente daqueles que não têm um núcleo de Defesa Civil”, justifica o secretário de Defesa do Cidadão de Blumenau, Rodrigo Quadros.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio