Número de queimadas dobrou neste ano em Blumenau e região

Volume de chuva caiu quase pela metade, facilitando as ocorrências

Número de queimadas dobrou neste ano em Blumenau e região

Volume de chuva caiu quase pela metade, facilitando as ocorrências

Bianca Bertoli

A presença dos chamados por queimadas no sistema do Corpo de Bombeiros do Vale do Itajaí dobrou neste último ano, e a previsão é que as ocorrências sejam ainda mais frequentes entre novembro e fevereiro.

Com as chuvas caindo abaixo da média, “a umidade relativa do ar permanece mais baixa e a vegetação perde líquido, ficando suscetível a incêndios”. É o que explica o tenente Jefferson Luiz Machado, comandante do pelotão do Corpo de Bombeiros em Gaspar e especialista em gestão de combate à incêndio.

De acordo com o tenente, uma campanha de conscientização (foto abaixo) tem sido feita pelo Corpo de Bombeiros para evitar os incêndios florestais. Os números dobraram. Em agosto, setembro e outubro deste ano, 43 casos de queimadas foram registrados em Blumenau e Gaspar. Em 2016, no mesmo período, 20 ocorrências foram atendidas.

Nos mesmos meses de 2016 choveu uma média de 433 milímetros contra 263 milímetros medidos este ano pelo AlertaBlu. A previsão é de que o tempo continue seco no verão devido à provável chegada do fenômeno La Niña, que causa bloqueio atmosférico e impede o avanço de frentes frias até Santa Catarina.

A falta de chuva e o vento facilitam as ocorrências, mas as pessoas podem ajudar a evitar os incêndios florestais. Tenente Machado diz que os donos de terrenos baldios devem manter o mato sempre cortado. A vegetação alta contribui para a propagação do fogo, já que fica seca com a falta de chuva.

Outros vilões importantes são as pontas de cigarro e lixos como alumínio e vidro. De acordo com Machado, esses dois materiais quando entram em contato com os raios solares aquecem a ponto de causar um princípio de incêndio.

Atear fogo em matas é crime ambiental, gerando multa e prisão.

Corpo de Bombeiros/Divulgação

 

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio