A Câmara de Vereadores analisou e aprovou nesta quinta-feira, 22, o projeto de lei que estipula multa de R$ 200 para pessoas que agendarem vacinação contra Covid-19 em Blumenau e faltarem sem justificativa.

A proposta foi protocolada pelo vereador Bruno Cunha na quarta-feira, 14, e a expectativa do próprio autor, era ser colocada em votação na terça ou quinta da semana que vem. Porém, em tempo recorde, o projeto recebeu parecer favorável da Procuradoria, passou por todas as comissões e foi a votação em plenário na sessão ordinária nesta quinta-feira, 22.

Desde que foram proibidos os projetos chamados urgente urgentíssimos, essa foi uma das tramitações mais rápidas de um projeto na Câmara nesta legislatura. Normalmente, os projetos vem tendo uma demora de 30 a 45 dias para serem votados, após protocolados.

A agilidade se deu devido a atuação nos bastidores do vereador Bruno Cunha, que assim como na legislatura passada, vem mostrando ter poder de persuasão junto aos colegas vereadores.

Aprovada em primeira votação nesta quinta, o projeto teve 11 votos favoráveis e dois votos contrários, de Cristiane Loureiro (Podemos) e Professor Gilson (Patriota). O vereador Jovino Cardoso (Solidariedade) se absteve. O presidente da Câmara, Egídio Beckhauser não votou, já que só o faz em caso de empate.

Após aprovada em sessão ordinária, o vereador Bruno Cunha conseguiu, junto ao presidente da casa, montar uma sessão extraordinária, ainda nesta quinta-feira, para que a proposta fosse votada e aprovada em redação final.

Desta forma, o projeto já passou por todos trâmites na Câmara e será encaminhado para sanção ou veto do prefeito Mário Hildebrandt (Podemos).

Atualizado no dia 22/04, às 22h10: Anteriormente, a coluna informava que o projeto ainda iria passar por votação em redação final na próxima terça-feira, 27, como ocorre normalmente. Porém, como já corrigido na reportagem, isso ocorreu ainda nesta quinta, em sessão extraordinária.


Receba notícias direto no celular entrando nos grupos de O Município Blumenau. Clique na opção preferida:

WhatsApp | Telegram


• Aproveite e inscreva-se no canal do YouTube

Deixe uma resposta