Polícia de Blumenau faz operação contra propaganda neonazista

Cinco pessoas foram conduzidas à delegacia para prestar depoimento

Polícia de Blumenau faz operação contra propaganda neonazista

Cinco pessoas foram conduzidas à delegacia para prestar depoimento

Redação

A Polícia Civil de Blumenau desencadeou na manhã desta terça-feira, 5, uma operação contra pessoas relacionadas a manifestações neonazistas e racistas. Cinco suspeitos foram levados à delegacia para prestar depoimento ao delegado Lucas Gomes de Almeida. Os mandados são de prisão coercitiva, mas um homem foi preso por portar armas ilegalmente.

Segundo Almeida, os suspeitos que agiam na região estavam ligados a um grupo neonazista de São Paulo, e tentavam instalar uma célula no Vale do Itajaí. Dois são de Blumenau (21 e 28 anos de idade), dois de Itajaí e uma mulher de 18 anos moradora de Indaial.

Conforme o delegado Bruno Effori, que participou das buscas, também foram cumpridos mandados de busca e apreensão em Indaial e Itajaí.

A operação foi batizada de Hateless (Menos Ódio, em inglês). Além das conduções coercitivas, foram apreendidos materiais como socos ingleses, camisetas e desenhos. Em Itajaí, três armas foram encontradas na casa de um dos homens.

Os alvos da operação são suspeitos de participar da distribuição de cartazes com agressões contra um advogado e ativista negro em Blumenau. A propaganda ameaçadora apareceu no mês de setembro e desde então vinha sendo investigada pela polícia.

A polícia chegou aos suspeitos por meio de câmeras de monitoramento, que registraram o momento em que os cartazes foram colados. Segundo o delegado Lucas Gomes de Almeida, um dos suspeitos confirmou que participou da ação.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio