Polícia Civil investiga suposta venda de receitas e atestados médicos em Blumenau

Ex-funcionária de empresa de saúde que fechou há dois anos é suspeita de fraudar documentos

Polícia Civil investiga suposta venda de receitas e atestados médicos em Blumenau

Ex-funcionária de empresa de saúde que fechou há dois anos é suspeita de fraudar documentos

Redação

A Polícia Civil de Blumenau deflagrou na manhã desta segunda-feira, 12, a operação Falso Ganho, para apurar um suposto esquema de venda de receitas e atestados médicos. De acordo com as investigações, uma mulher e um homem são suspeitos de participar das irregularidades.

Policiais foram a um apartamento na Rua dos Caçadores, no bairro da Velha, onde a mulher mora. Foram encontrados um bloco em branco de atestados, duas receitas falsificadas, uma grande quantidade de seringas e uma pequena de anabolizantes. A polícia investiga se o dono de uma academia tinha participação na indicação de clientes.

Segundo a investigação, a mulher conduzida à delegacia coercitivamente trabalhou como atendente no consultório de uma empresa de saúde ocupacional que fechou há dois anos. Lá ela teria conseguido os modelos de receitas e carimbos de quatro médicos. Após a clínica fechar, teria iniciado a fraude. Cada documento falso custaria R$ 50.

As investigações começaram após uma farmácia estranhar a chegada de formulários solicitando anabolizantes e remédios para emagrecer. Um profissional teria ligado para a clínica que supostamente vinha realizando os pedidos e descobriu que ela está fechada.

Quatro mandados de busca e apreensão foram cumpridos. Além da casa da líder, os policiais foram a uma academia, em um laboratório de análises clínicas onde a mulher trabalha atualmente e no imóvel do comparsa dela.

A Polícia Civil não divulgou os nomes das pessoas investigadas e informou que, nesta fase da investigação, ninguém será preso.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo