Prefeitura de Blumenau se posiciona sobre servidor preso por tráfico de drogas em Gaspar

Servidor foi preso na última segunda-feira

Prefeitura de Blumenau se posiciona sobre servidor preso por tráfico de drogas em Gaspar

Servidor foi preso na última segunda-feira

Marlos Glatz

A Prefeitura de Blumenau, por meio da Secretaria de Comunicação Social (Secom), divulgou uma nota a respeito do servidor público municipal preso na última segunda-feira, 16, por tráfico de drogas em Gaspar.

O servidor segue preso e foi afastado do cargo, sem remuneração, até a sentença. Dependendo dos crimes que for condenado, poderá ser demitido do cargo.

No Estatuto do Servidor existe a previsão de um auxílio-reclusão para dependentes (esposa e filhos menores de 21 anos), em caso de prisão preventiva. Estes dependentes devem solicitar o auxílio ao município, caso se enquadrem nos critérios previstos pelo estatuto.

Confira a nota oficial:

Em relação à operação realizada pela polícia civil que resultou na prisão de um  servidor público municipal, a Prefeitura de Blumenau esclarece que ele permanece preso e portanto afastado do cargo. Dependendo dos crimes a que vier a ser condenado, poderá ser demitido do cargo, em decisão do próprio juiz na sentença ou em posterior processo administrativo“.

Operação

Um homem, de 60 anos, foi preso na tarde desta segunda-feira, 16, após uma operação realizada pela Polícia Civil de Gaspar. Com ele foram encontradas diversas pedras de crack, porções de maconha, munições, armas, dinheiro e uma tartaruga em condições de maus-tratos.

Ao todo, 12 policiais civis de Gaspar e Ilhota realizaram a Operação “Senhor das Pedras” na região da Marinha, localizada no bairro Bela Vista, em Gaspar. O objetivo da ação era repressão ao tráfico de drogas e receptação de ferramentas e bicicletas. A operação contou com o apoio do Núcleo de Operações com Cães (NOC) de Itajaí. Foram cumpridos quatro mandados de busca e apreensão na região.

Polícia Civil/Divulgação

Drogas e armas

A investigação identificou a casa de um homem, que segundo os policiais é conhecido como “Senhor das Pedras” em razão da importância no tráfico de pedras de crack naquele local e receptação de ferramentas e bicicletas. No local havia 587 pedras de crack, 51 porções de maconha, 252 munições de vários calibres, seis armas de fogo, sendo três revólveres, uma espingarda, um rifle e uma garrucha.

Além disso, os policiais também encontraram pouco mais de R$ 4,1 mil em espécie, uma tartaruga em condições de maus-tratos dentro de uma bacia, 398 maços de cigarros oriundos do Paraguai, 17 ferramentas, como esmerilhadeira, aparelho de solda, furadeira, aplainadora, serra fita de mão, parafusadeira, motosserra e compressor; e ainda três bicicletas.

Segundo os policiais, todos os itens eram de origem suspeita. Diante dos fatos, o homem recebeu voz de prisão em flagrante pelos crimes de tráfico de drogas, receptação qualificada, posse irregular de armas e munições, contrabando e maus-tratos contra animais silvestres. De acordo com a Polícia Civil, as penas somadas podem chegar até 32 anos de prisão.

Polícia Civil/Divulgação

Prisão

Ele foi encaminhado à Delegacia de Polícia Civil de Gaspar para os procedimentos cabíveis e depois encaminhado ao Presídio Regional de Blumenau, onde ficará à disposição do poder Judiciário.

A Polícia Civil acredita que com essa operação será possível inibir os furtos de ferramentas e bicicletas na cidade praticados por usuários que trocavam por drogas naquele local. As vítimas que reconheceram algum objeto podem comparecer até a Delegacia de Gaspar a partir das 12h.

A tartaruga será encaminhada ao Instituto do Meio Ambiente (IMA). As investigações da Polícia continuam para identificar outros traficantes daquela região.


Receba notícias direto no celular entrando nos grupos de O Município Blumenau. Clique na opção preferida:

WhatsApp | Telegram


• Aproveite e inscreva-se no canal do YouTube

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo