Projeto leva idosos da Casa São Simeão a compartilhar histórias em escola de Blumenau

Atividade proporciona uma verdadeira aula de cidadania

Projeto leva idosos da Casa São Simeão a compartilhar histórias em escola de Blumenau

Atividade proporciona uma verdadeira aula de cidadania

Redação

Alunos da Escola Básica Municipal General Lúcio Esteves, em Blumenau, receberam  visitantes muito especiais na tarde desta quarta-feira, 14. Idosos da Casa São Simeão desceram a Rua Norberto Seara Heusi, ao lado da escola, para vivenciar com estudantes do 4º ano mais um encontro do Projeto De Geração para Geração.

A turma da professora Fabia Vaz Duggen fez do tema amizade poesia e música para recepcionar os idosos. Na sequência, os estudantes distribuíram suculentas e cartões “Pão-por-Deus”. As mensagens em papeis coloridos fazem parte da cultura açoriana e foram muito tradicionais no litoral catarinense décadas atrás.

Depois das crianças compartilharem através da apresentação o que vem aprendendo em aula, foi a vez dos idosos se manifestarem. Eles levaram para o auditório da escola no bairro Escola Agrícola utensílios antigos, como ferro de passar roupas, placa de bicicleta, lamparina e tramela. Curiosos, os alunos estavam sempre de braço erguido esperando a vez para perguntar.

Idealizadora do projeto, Malvina Juliana Ribeiro acredita que a atividade proporciona uma verdadeira troca: “Os idosos transmitem heranças culturais, vivências e as dificuldades que encontravam na época da escola.”

A assistente social da Casa São Simeão, Samanta Prochnow, argumenta que além de fazer um resgate das histórias dos idosos, o projeto fortalece os vínculos deles com a comunidade e busca suprir, de certa forma, a ausência da família.

“Esse encontro me faz lembrar do meu tempo de escola. Dá uma saudade. Mas gosto de passar para as crianças o que vivi”, conta Rosa Gonçalves. Ela participa dos encontros em Indaial, onde o projeto surgiu, mas nesta tarde prestigiou a atividade em Blumenau.

Para os estudantes, o contato é uma verdadeira aula de cidadania. “Além da experiencia em si, eles aprendem que um dia todos serão idosos, que envelhecer é uma etapa natural”, observa a professora Fabia.

O projeto

O projeto De Geração para Geração nasceu em Indaial, através de duas ex-agentes comunitárias de saúde. Durante as visitas domiciliares, elas perceberam que muitos idosos estavam ociosos, sentindo-se desvalorizados.

A partir daí, pensaram em levá-los para dentro das escolas, onde eles poderiam contribuir ao relatar suas experiências. As atividades em Indaial são feitas em parceria com a Escola Tancredo Neves, onde o encontro ocorre mensalmente.

Em Blumenau, a Escola Lúcia Esteves é parceira do projeto e também já levou os alunos para conhecerem o asilo. Já haviam sido feito “intercâmbios” com turmas do pré e do 3º ano. Em breve o projeto deve chegar à Escola Básica Municipal Professora Norma Dignart Huber e a outras unidades que estão procurando a Casa São Simeão para participar.

Além das conversas, os idosos também marcam presença em aulas de educação física, onde se beneficiam na parte de coordenação motora e as crianças aprendem as limitações que aparecem com o avançar da idade.

 

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo