Semáforos substituirão guardas em faixas de pedestres a partir deste mês, em Blumenau

Serão 27 pontos da cidade com as novas sinaleiras

Semáforos substituirão guardas em faixas de pedestres a partir deste mês, em Blumenau

Serão 27 pontos da cidade com as novas sinaleiras

Bianca Bertoli

Em breve 27 guardas de trânsito deixarão de auxiliar a travessia de crianças em faixas de segurança próximas às escolas. Parte dos novos semáforos de Blumenau deve começar a funcionar neste mês, substituindo a função dos agentes.

As 27 sinaleiras fazem parte do pacote de 45 que integrarão a Central de Controle Operacional (CCO) de trânsito. Elas funcionarão de maneira inteligente, ou seja, com a possibilidade de alterar o tempo do sinal verde ou vermelho, dependendo do fluxo de veículos.

Por enquanto, sem a instalação da CCO, os primeiros semáforos funcionarão da maneira tradicional. Porém, para não prejudicar o fluxo, o sinal ficará vermelho para os motoristas apenas se o pedestre apertar o botão.

Alice Kienen

A ideia é ligar alguns semáforos já na primeira quinzena de agosto, expandindo a cobertura conforme as instalações sejam concluídas. Elas começaram em julho e devem terminar em até quatro meses.

A prefeitura não informa a lista das ruas que receberão os equipamentos, mas algumas estruturas já estão bem visíveis, como na rua Francisco Vahldieck, rua Bahia, Engenheiro Paul Werner e Udo Deeke, por exemplo. Todas ficarão sobre faixas que atualmente recebem os guardas de trânsito nos horários de entrada e saída de escolas.

“Esses guardas ficam praticamente só em função dessas atividades durante a semana. Com os semáforos eles poderão atuar em outras atividades de trânsito”, disse o presidente do Seterb, Marcelo Schrubbe.

Semáforos inteligentes

A instalação dos semáforos é mais um passo para o funcionamento da CCO. Porém, para que a tecnologia comece a funcionar, uma segunda etapa deve ser vencida: a compra de outros itens que compõem a Central.

Em dezembro do ano passado, uma liminar da Justiça havia suspendido a licitação que trata desse assunto. Agora, a empresa está definida e aguarda apenas os trâmites finais para homologação. Depois disso, itens como câmeras e telas de videomonitoramento serão instalados.

“Nós vamos conseguir interferir no sistema semafórico ali da Central. Por exemplo, se houver uma ambulância pedindo prioridade a gente pode fechar as laterais e fazer uma onda verde até chegar ao hospital”, explicou Schrubbe.

O investimento total será de mais de R$ 15 milhões garantidos em parte pelo projeto financiado pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo