Moradores do bairro Progresso, em Blumenau, foram preso neste sábado, 18, após serem flagrados caçando animais silvestres dentro do Parque Nacional da Serra do Itajaí, (na localidade do Encano, em Indaial). O parque é uma Unidade de Conservação Federal, onde é proibida qualquer atividade que possa causar danos a fauna, à vegetação nativa e aos recursos hídricos.

Segundo informações divulgadas pela polícia, um comboio flagrou primeiramente quatro homens em uma caminhonete Range Rover, com placas de Joinville. Dentro do carro estavam pistolas e carabinas de pressão. Os quatro ocupantes foram levados para a Central de Polícia.

Divulgação / Polícia Militar

Em outro local, a força tarefa acabou encontrando os sete amigos que estavam caçando. Para chegar até eles, os policiais precisam passar por duas porteiras fechadas com cadeados.

Com os sete suspeitos estavam dois rifles, uma espingarda, uma armadilha, dois rádios comunicadores, dezenas de munições intactas e deflagradas, facas, facões, lanternas e três carcaças de animal silvestre (tatu).

Divulgação / Polícia Militar

Ainda segundo a polícia, um dos animais silvestres já estava sendo servido e comido pelos caçadores, com arroz e aipim cozido.

Divulgação / Polícia Militar

Eles foram presos em flagrante e encaminhados ao Presídio Regional de Blumenau. Porém, neste domingo, 19, a Justiça determinou liberdade provisória aos sete homens, com cumprimento de medidas cautelares, como o uso de tornozeleira eletrônica e a proibição de entrar no Parque Nacional.

Os homens possuem entre 26 e 68 anos e vão responder a dois processos diferentes. Na esfera criminal, podem pegar penas de até quatro anos de reclusão, além de multa. Na administrativa podem receber multas que variam entre R$ 1 mil a R$ 3 mil cada um.

 

Deixe uma resposta