Vereadores aprovam alteração de projetos de tramitação “urgente urgentíssima” em Blumenau

Projetos de lei não poderão mais passar pela Câmara sem que legisladores tenham 24 horas para analisá-los

Vereadores aprovam alteração de projetos de tramitação “urgente urgentíssima” em Blumenau

Projetos de lei não poderão mais passar pela Câmara sem que legisladores tenham 24 horas para analisá-los

Alice Kienen

Em votação na tarde desta terça-feira, 9, os vereadores de Blumenau aprovaram a alteração de tramitação dos projetos que chegam do executivo com a chancela de “urgente urgentíssima”. Com a posição favorável de quase todos os legisladores, eles terão no mínimo 24 horas para analisar os pedidos da prefeitura.

Decisões no mesmo dia poderão ser feitas caso o líder do governo protocole uma justificativa social que exija maior rapidez na aprovação por parte dos vereadores. Porém, ela deve receber parecer favorável de forma unânime numa votação em plenário.

Com autoria de Bruno Cunha (Cidadania), Adriano Pereira (PT), Ito de Souza (PL), Gilson de Souza (Patriota) e Almir Vieira (PP), o projeto já havia sido protocolado no ano passado. O documento também foi assinado por Egidio Beckhauser (Republicanos), Silmara Silva Miguel (PSD), Carlos Wagner (PSL), Emmanuel Tuca dos Santos (Novo), Cristiane Loureiro (Podemos) e Marcelo Lanzarin (Podemos).

A expectativa era aprovar a mudança com unanimidade. Porém, Jovino Cardoso (Solidariedade) se posicionou contra. Em sua defesa, ele afirmou que todos os projetos vindos da prefeitura buscavam contribuir com a população.

Em resposta, Adriano Pereira alegou que a mudança obriga o executivo a enviar projetos mais organizados e em tempo hábil. “Estávamos sendo tratados como a casa da mãe joana. Não havia respeito. Precisamos ter nossa independência”, defendeu.


Receba notícias direto no celular entrando nos grupos de O Município Blumenau. Clique na opção preferida:

WhatsApp | Telegram


• Aproveite e inscreva-se no canal do YouTube

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo