As alternativas que hotéis de Blumenau encontraram para driblar baixo movimento

Investimentos incluíram chamar clientes de dentro da cidade

As alternativas que hotéis de Blumenau encontraram para driblar baixo movimento

Investimentos incluíram chamar clientes de dentro da cidade

Alice Kienen

Que o setor do turismo foi fortemente afetado pela pandemia, não é novidade. O que precisou ser renovado foi o atendimento dos hotéis de Blumenau para manter o movimento durante este período.

Cada um buscou investir no seu forte. Sejam os preços baixos, serviços exclusivos, atendimento específico a um setor ou pacotes especiais. A criatividade teve que aflorar para sobreviver até o retorno da normalidade.

Um dos hotéis que investiu fortemente para se destacar dos demais foi o Villa do Vale Boutique Hotel. Apesar de ter apenas três anos de existência, a sofisticação sempre foi o diferencial do espaço, que conta com spa e restaurante aberto ao público.

A chave para manter a clientela, mesmo sem muitos viajantes, foi oferecer experiências. Desde ambientações especiais para pedidos de casamento e celebrações em casal até espaços especiais para as crianças, aniversários, piqueniques e fondue.

Criar experiências foi alternativa de hotel boutique. Foto: Villa do Vale/Divulgação

“A baixa ocupação já era esperada tendo em vista o fechamento de fronteiras, protocolos e decretos, então nos fortalecemos ainda mais com melhorias. Agora com o avanço da vacina e a flexibilização dos decretos o turismo está retomando de forma gradativa e melhorando de forma significativa o movimento mais voltado ao lazer”, comenta Barbara Hasse, responsável pelo setor comercial da empresa.

No Hotel Blumenhof, a saída para manter o movimento foi oferecer pacotes mensais de hospedagem. O diretor Lucas Vicenti comenta que o período foi muito difícil, mas eles têm conseguido se recuperar.

“O impacto com a pandemia foi grande, tanto no movimento quando no faturamento, principalmente pelo cancelamentos dos eventos da cidade, como Oktoberfest e Febratex”, relata.

Ele calcula que a atividade só deve normalizar dentro de mais um ano, quando a vacinação cobrir a maior parte da população. Porém, está otimista que em breve o turismo deve ser retomado em Blumenau.

Foco no setor empresarial

No Himmelblau, o principal combustível para a retomada dos últimos meses foi o segmento corporativo. Além de ser situado no coração de Blumenau, ao lado do Shopping Neumarkt, o hotel conta com oito salas de eventos.

Himmelblau/Divulgação

A gerente Mac Marquetti reconhece que o ano passado foi financeiramente difícil para todos os hoteleiros. Porém, afirma que desde abril, quando o decreto estadual permitiu o uso das salas de eventos, o movimento melhorou muito.

“Nossa utilidade vai além da hospedagem, porque somos o único com tantas salas de eventos. A recuperação está sendo lenta, mas melhorou muito de maio para cá. A Secretaria de Turismo e o Convention Bureau têm buscado alternativas para aquecer o turismo na cidade”,

Ela também ressaltou a importância do esporte na cidade, que acaba trazendo atletas para Blumenau e movimentando os hotéis. Especialmente sem a confirmação da Oktoberfest 2021 e com o adiamento da Febratex para 2022.

A expectativa de Mac é o Reveillón. Segundo ela, já há procura e até mesmo reservas de turistas para a virada do ano em Blumenau. “Contamos com a prefeitura para fazer uma festa sadia, mas que traga bastante gente”, reforça.


Receba notícias direto no celular entrando nos grupos de O Município Blumenau. Clique na opção preferida:

WhatsApp | Telegram


• Aproveite e inscreva-se no canal do YouTube

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo