Assalto a avião termina em tiroteio no Aeroporto Quero-Quero

Pessoas feridas foram atendidas pela equipe do helicóptero Arcanjo, que tem base em um hangar do aeroporto

Assalto a avião termina em tiroteio no Aeroporto Quero-Quero

Pessoas feridas foram atendidas pela equipe do helicóptero Arcanjo, que tem base em um hangar do aeroporto

Redação

Assaltantes atacaram um avião que transportava dinheiro no aeroporto Quero-Quero, na tarde desta quinta-feira, 14, em Blumenau. Houve troca de tiros sobre a pista do aeródromo, envolvendo bandidos e profissionais da empresa Brinks Logística de Valores.

Uma mulher de 22 anos morreu no Hospital Santa Isabel vítima de uma bala perdida. Edivania Maria de Oliveira trabalhava numa indústria têxtil vizinha.

A aeronave, pertencente à Hércules Táxi Aéreo, estava vindo de Curitiba quando foi abordada, às 15h10. Dois carros pretos invadiram a pista e atacaram dois carros-fortes e a aeronave. Os assaltantes encapuzados atiraram com armamento pesado e lançaram uma granada embaixo do avião.

A quadrilha teria conseguido roubar um malote da empresa e fugido em seguida. Segundo a Polícia Militar, dois helicópteros estão atuando na perseguição aos assaltantes. Também estão sendo verificadas câmeras de monitoramento para traçar o caminho feito pelos bandidos.

Uma vizinha registrou em vídeo o momento do assalto. É possível ouvir várias rajadas de tiros.

Ao fundo, as imagens mostram dois carros pretos próximos ao avião. Homens vestidos de preto andam em direção à aeronave enquanto pessoas acompanham tudo da rua próxima.

Vítimas

Três pessoas foram atingidas por disparos. Uma mulher de 22 anos, que morreu, e dois vigilantes que levaram tiros nas pernas. A equipe do helicóptero Arcanjo, que tem base no aeroporto, prestou os primeiros socorros. As vítimas foram levadas a hospitais.

“São lesões compatíveis com tiros de fuzil, com armas de alta energia. É uma situação que inspira bastante cuidado. São lesões próximas a vasos importantes, mas não em órgãos vitais. Se as mesmas lesões fossem na cabeça ou tórax, teriam sido fatais”, disse Jair Pereira dos Santos Jr, do Corpo de Bombeiros, sobre os vigilantes.

A jovem deu entrada no Hospital Santa Isabel pouco antes das 16h, mas não resistiu a uma parada cardiorrespiratória.

“Só tinha visto isso no cinema”

De acordo com o vice-presidente do aeroclube, Andrey Tomazi, o barulho dos tiros gerou uma situação de pânico na área do aeroporto.

“Pensei que era foguete. Corri para dentro do hangar e trancamos as portas. Só tinha visto isso no cinema”, relatou.

Conforme Tomazi, os assaltantes arrombaram o portão da empresa Lunelli, que possui um hangar no aeroporto, e então tiveram acesso à pista de pousos e decolagens. Para Tomazi, a ausência de um muro no entorno do Quero-Quero facilitou a ação dos bandidos.

Tomazi fez um vídeo mostrando centenas de cápsulas de munições sobre o asfalto.

Segundo Diego Zibetti, que trabalha no Aeroclube de Blumenau, foi possível ver o ataque a distância. Ele relata ter ouvido vários tiros, que pareciam ser de armamento pesado, como de metralhadoras.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo