Ciclovia da rua Itajaí começa a ser construída em janeiro de 2018

Serão investidos mais de R$1 milhão nas obras

Ciclovia da rua Itajaí começa a ser construída em janeiro de 2018

Serão investidos mais de R$1 milhão nas obras

Julia Schaefer

Boa notícia para quem usa bicicleta em Blumenau. A prefeitura publicou no Diário Oficial do município o contrato de execução das obras de ciclovia, ciclofaixa e calçada compartilhada na rua Itajaí, que começam em janeiro de 2018. O trajeto tem início a partir do cruzamento com a rua XV de Novembro até a rua Antônio Treis (Complexo Esportivo do Sesi).

As obras contemplam uma área de 3.557 metros, que compreendem: 1.780 metros de passeio compartilhado (entre rua XV de Novembro e Pedro Krauss Sr), 1380 metros de ciclovia (Entre Pedro Krauss Sr. até Antônio Treis – Complexo Esportivo do Sesi), e 340 metros de ciclofaixa. Régis Evaloir Silva, Secretário de Infraestrutra Urbana, explica que isso aconteceu porque para construir ciclovia ao longo de toda a extensão precisariam ser feitas desapropriações.

“Nós teríamos que viabilizar desapropriações, negociar com os moradores, o que tornaria a obra ainda mais cara”, diz Régis.

Mesmo com o dinheiro em caixa, a prefeitura optou em começar as obras no ano que vem pela proximidade das festas de final de ano, além de que outras obras já estão acontecendo na República Argentina, o que intensificaria o trânsito na região. É o que explica Régis:

“Agora nós teríamos que paralisar, mobilizar a equipe, montar o canteiro de obras e logo em seguida já teria a paralisação de Natal e Ano-novo. Então optamos em deixar ela para o final de janeiro”, comenta.

Com início em janeiro de 2018, os trabalhos têm previsão de término em oito meses. Será feita a drenagem, pavimentação de pista e passeio, obras complementares e a sinalização horizontal e vertical. O preço do empreendimento será de R$ 1.138.037,71, e a empresa contratada para a execução é a Tec Tubo Construtora de Obras LTDA.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio