Corrida ajuda crianças com mielomeningocele, em Blumenau

Será nesta sexta-feira, dia 20

Corrida ajuda crianças com mielomeningocele, em Blumenau

Será nesta sexta-feira, dia 20

Redação

Uma corrida que doará parte dos recursos arrecadados com as inscrições à Associação de Amigos, Pais e Portadores de Mielomeningocele (AAPPM) de Blumenau está marcada para esta sexta-feira, dia 20. O nome da corrida, 36 Horas Solidárias, se tornará além de ato beneficente, um desafio para o organizador, o ultramaratonista Daniel de Oliveira.

Ao lado de amigos, Daniel vai largar da sede da Clínica Wellness, às 19h, na Rua Sete de Setembro, 1574, no Centro. O trajeto passará pela Rua das Palmeiras, Avenida Beira-Rio, Rua Dr. Amadeu da Luz e retornar ao ponto de origem. O campeão do Quintuple Triathlon em 2016 pretende dar 60 voltas no trajeto de 4.5km. A prova está prevista para encerrar às 7h de domingo, dia 23.

“Eu vou fazer pequenos intervalos para beber água, comer alguma coisa, mas sem parar para descansar. É claro que vou correr dentro de uma margem de segurança, como aconteceu em outras oportunidades, para terminar bem e saudável”, diz Daniel.

Como participar

Para participar, não é necessário correr o tempo inteiro. O corredor pode definir o tempo do percurso e o escolher o melhor horário para correr.

“A gente criou esse evento para despertar um sentimento de amorosidade, de compaixão pelo próximo. Além disso, vai servir como um grande treino para as provas que estão previstas para eu disputar até o final do ano”, enfatiza Daniel

As inscrições podem ser feitas no site ou na Clínica Wellness. A inscrição custa R$ 50. Quem doar R$ 100 ganha uma camisa personalizada. Como o principal objetivo é ajudar a AAPPM, é possível também colaborar a partir de R$ 10, sem precisar correr. Haverá, ainda, uma urna que receberá qualquer quantia em dinheiro, no local da largada.

Segundo a Presidente da AAPPM, Edna de Morais Batista, as doações vão ajudar nas obras de reforma da sede da Associação.

“A nossa sede é própria, mas não é adequada para receber os nossos associados. Para oferecer assistência aos portadores e seus familiares, dependemos da ajuda de terceiros. O custo é muito elevado”, destaca.

 

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo